PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Ingressos da seleção na Europa custarão metade do preço praticado no Brasil

Detalhe de quando Brasil e Chile entraram em campo no Allianz Parque, no último jogo das Eliminatórias para a Copa de 2018 - REUTERS/Paulo Whitaker
Detalhe de quando Brasil e Chile entraram em campo no Allianz Parque, no último jogo das Eliminatórias para a Copa de 2018
Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker

Do UOL, em São Paulo

24/10/2017 04h00

Após rodar a América do Sul nas Eliminatórias e garantir a vaga para a Copa do Mundo, a seleção brasileira inicia em novembro sua série de amistosos na Europa de olho na preparação para 2018. E um aspecto desse “tour” no Velho Continente chama a atenção: o preço dos ingressos. Assistir in loco o time de Tite sairá mais barato lá do que cá. Enquanto no Brasil a CBF cobrava até R$ 1000 – partida com o Paraguai na Arena Corinthians, em março –, na França e na Inglaterra os bilhetes não chegarão a R$ 500.

Estipulados pela Pitch, empresa que detém os direitos de comercialização dos amistosos da seleção, as entradas não irão ultrapassar as 100 unidades da moeda local. Em Lille, os torcedores pagarão de R$ 57 (15 euros) a R$ 267 (70 euros) para o duelo com o Japão. Já em Londres, os ingressos para Inglaterra x Brasil custarão de R$ 43 (10 libras) a R$ 427 (100 libras). No Brasil, os ingressos mais baratos custavam R$ 200, com meia entrada a R$ 100. (Por Pedro Ivo Almeida)

Seleção: CBF sinaliza acordo para Globo transmitir amistosos

A CBF recuou na ideia de não estabelecer negociações pontuais referentes aos direitos de transmissão dos amistosos da seleção brasileira em novembro, na Europa. Sem definições pelo leilão do ciclo até 2022, a entidade já não descarta um entendimento com a Globo para os jogos com Japão e Inglaterra. 

Uma primeira sinalização já foi passada à TV, que também vê com mais otimismo a oportunidade. Os valores ainda são debatidos, mas uma definição deve ocorrer até o fim desta semana. (Por Pedro Ivo Almeida)

Seleção: Tempo de Europa define Daniel Alves capitão

Tite fala e repete: vai revezar os capitães da seleção brasileira até mesmo na Copa do Mundo. Em decisões pontuais, no entanto, ele deixa claro quem são os principais líderes da equipe. Juntamente com a comissão, o técnico definiu Daniel Alves como o representante do time na votação para o prêmio de melhor do mundo da Fifa. Na visão do corpo técnico, a experiência internacional falou mais alto na hora da definição. E o lateral do PSG votou no amigo Neymar, com Messi e Cristiano Ronaldo completando a lista. (Por Pedro Ivo Almeida)

SP: Trabalho duro para contar com Cueva

O pedido do São Paulo para antecipar o jogo contra o Atlético-GO e assim contar com Cueva, foi acatado pela CBF na última segunda-feira. O trabalho do Tricolor nos bastidores, porém, começou muito antes. Quando os jogos da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro teve seu desmembramento, a diretoria entrou em contato com a CBF para alertar sobre os riscos de conflito com a data Fifa. Depois, com a repescagem do Peru definida, houve uma segunda abordagem com um pedido formal de antecipação da partida contra o Atlético-GO. O argumento é que o Flamengo jogaria no domingo e poderia contar com Guerrero e Trauco, outros convocados pelos peruanos. O pedido era por igualdade de condições. Leco e, principalmente, o diretor-executivo, Vinicius Pinotti, comandaram as ações nos bastidores, que incluíram ainda articulações sobre a grade de jogos transmitidos pelo Premiere. (Por Bruno Grossi)

Corinthians, Santos e Palmeiras se unem contra produtos ilegais

Corinthians, Santos e Palmeiras têm se unido para processar pequenos comércios que vendem produtos explorando suas marcas sem autorização. As causas, em geral, têm valores pequenos, em torno de R$ 50 mil, e são defendidas pelo mesmo escritório de advocacia tercerizado. (Por Pedro Lopes)

Palmeiras: Conselho “esquece” Mustafá e Leila em apuração 

A crise sobre a venda de ingressos irregulares distribuídos pela Crefisa a Mustafá Contursi ainda não atingiu o ex-presidente e Leila Pereira, proprietária da empresa patrocinadora do Palmeiras. O Conselho Deliberativo do clube, apontado por Mauricio Galiotte para cuidar do caso, vai convocar apenas uma mulher chamada Eliane neste primeiro momento para falar sobre o caso. A informação foi confirmada à De Primeira por Seraphim Del Grande, mandatário do órgão palmeirense. A crise que estourou no fim da última semana dá conta de que ingressos da Crefisa, que eram repassados a Mustafá, terminavam vendidos de forma irregular por Eliane. Os dois mais conhecidos, no entanto, não foram chamados a prestar esclarecimentos. Somente a partir do depoimento de Eliane que o clube vai definir qual sindicância abrir. Seraphim prevê que Eliane será convocada para depor na próxima semana, após a reunião do Conselho agendada para o dia 31. (Por José Edgar de Matos)