PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Prestes a rescindir com Under Armour, SP se reúne com Umbro e Penalty

Pratto em ação; uniforme da Under Armour está com dias contados e São Paulo negocia com Umbro e Penalty - NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Pratto em ação; uniforme da Under Armour está com dias contados e São Paulo negocia com Umbro e Penalty
Imagem: NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

18/10/2017 04h00

Em negociação para assinar a rescisão do seu contrato de dois anos com a Under Armour, o São Paulo já se movimenta no mercado na busca por um novo fornecedor de material esportivo. Segundo apurou a De Primeira, representantes do clube já se reuniram com Umbro e Penalty, sendo que a primeira empresa estaria com conversas um pouco mais adiantadas. Os dirigentes também chegaram a consultar a Adidas e New Balance.

O São Paulo, no entanto, tem ciência de que não deve conseguir um acordo tão vantajoso quanto o que tinha com a Under Armour. Anualmente, o Tricolor recebe cerca de R$ 16 milhões pelo patrocínio e mais R$ 12 milhões em material esportivo. A empresa não está satisfeita com as vendas, enquanto o clube reclama do fornecimento de material para lojas e até mesmo de atrasos de pagamentos, como aconteceu com uma parcela de R$ 6 milhões que foi quitada recentemente. As duas partes negociam como pode ser feito o rompimento do contrato e o pagamento da multa pela empresa, que está no São Paulo desde 2014. A Under Armour já liberou o Tricolor a prospectar novos parceiros e tem o direito de tentar superar essas eventuais propostas em 10%. (Por Bruno Grossi e José Eduardo Martins)

Por empréstimo de agente, Botafogo tem receita de TV bloqueada

O Botafogo teve suas receitas de TV bloqueadas judicialmente e a Globo está depositando os valores diretamente na Justiça. O último pagamento ocorreu dia 3 de outubro, no valor de R$ 224 mil.

A dívida vem de um empréstimo realizado pelos agentes de jogadores Tiago Ferro e Fernando Garcia em 2014, e totaliza R$ 3,1 milhões. (Por Pedro Lopes)

Por direito de ir a estádio, organizada processa MP e FPF

Em uma rara mudança de papeis, a torcida organizada AR XV, do XV de Piracicaba, acionou na Justiça o Ministério Público e a Federação Paulista de Futebol. O objetivo era revogar uma proibição de frequentar o estádio e a ação teve desfecho favorável: foi extinta e arquivada depois do MP liberar a entrada. A Federação Paulista ainda entrou com recurso, mas ele foi negado. (Por Pedro Lopes)

Corinthians: R$ 107 mil por rescisão com restaurante do clube

Atolado em dívidas, o Corinthians terá de resolver mais um problema nos próximos dias. O clube terá de desembolsar R$ 107 mil depois de rescindir o contrato com a empresa de alimentos Refine Comercial e Serviços, que administrava o restaurante do clube. A determinação do TJ-SP foi publicada na última terça-feira. "Houve uma rescisão de contrato e não houve acerto entre as partes. Foi na mudança de administração [entrada de Roberto de Andrade na presidência]. Houve um desacerto e o clube achou que tinha um motivo para isso. A empresa questionou. Vamos pagar, não temos mais o que discutir", ressaltou o advogado corintiano, Diógenes Mello. (Por Diego Salgado e Pedro Lopes)

Corinthians: Saída de Arana não deve passar de dezembro

A dez jogos do término do Campeonato Brasileiro, o Corinthians ligou o sinal de alerta em relação à reposição de Guilherme Arana. O discurso das pessoas próximas ao jogador é que a transferência para o futebol europeu não passará de dezembro. Hoje, o Sevilla aparece como o destino mais próximo. O clube espanhol já ofereceu 12 milhões de euros (R$ 44,9 milhões) pelo atleta de 20 anos. O Corinthians, por sua vez, tenta elevar as cifras até 15 milhões de euros (R$ 56,1 milhões). A saída para o time da Espanha também é vista com bons olhos pelo jogador e por seu estafe. Vale lembrar que o Corinthians possui apenas 40% de direitos econômicos de Arana - o restante pertence aos empresários do lateral esquerdo. (Por Diego Salgado e Ricardo Perrone)

Gre-Nal nos bastidores: rivais disputaram reforços para time B

Inter e Grêmio fecharam contratações recentes para seus times B (chamados Sub-23 no Inter, “transição” no Grêmio). Enquanto o Colorado levou Álvaro, atacante de 20 anos do Salgueiro-PE, o Tricolor fechou com Anderson, zagueiro de 22 anos do Confiança-SE. E ambos poderiam ter destino contrário. Segundo apurou a De Primeira, tanto vermelhos quanto azuis disputaram os jogadores e cada um levou um jogador. A política de contratações é semelhante. A dupla gaúcha analisa jogos de mercados alternativos e vasculha opções, firma acordos por empréstimo com cláusula de compra e caso aprovados, mantém os garotos. Há, dos dois lados, exemplos de sucesso em tal molde. (Por Jeremias Wernek e Marinho Saldanha)