PUBLICIDADE
Topo

Bélgica

Belgas rejeitam rótulo de melhores da Copa e elogiam seleção brasileira

Goleiro Thibaut Courtois durante Bélgica x Tunísia - Kevin C. Cox/Getty Images
Goleiro Thibaut Courtois durante Bélgica x Tunísia Imagem: Kevin C. Cox/Getty Images

Marcel Rizzo

Do UOL, em Moscou (Rússia)

23/06/2018 12h27

Classificação e Jogos

Titular de um grande clube europeu desde que tinha apenas 19 anos, o goleiro Thibaut  Courtois é um dos grandes expoentes da geração tida como a melhor da história do futebol belga. Após dois jogos na Copa do Mundo da Rússia, a Bélgica começa a entregar o que dela se espera há tempos, com vitórias sobre Panamá (3 a 0) e Tunísia (5 a 2). 

Copa-2018: Assista aos gols de Bélgica 5 x 2 Tunísia

O goleiro do Chelsea, porém, prefere manter os pés no chão por enquanto. "Não se pode dizer que somos o melhor time da Copa. Foram apenas dois jogos, atuamos muito bem na estreia, melhor hoje (sábado). Mas está no começo, outras grandes seleções jogaram bem também", afirmou, na zona mista do estádio do Spartak, em Moscou.

Aos jornalistas, Courtois apontou outras equipes que, na opinião dele, começaram bem a competição. "O Brasil ontem (sexta) achei que foi bem, França e Espanha também estão jogando um bom futebol. Muitas vezes as equipes enfrentam equipes muito fechadas e o futebol não aparece tanto", relativizou. 

O volante Axel Witsel também tratou de tirar a pressão de sua equipe, elogiando a seleção brasileira. "Não somos favoritos. Tem times fortes, como Brasil, Alemanha. É jogo por jogo que temos que pensar", afirmou, lembrando que os jogos contra os "grandes" ainda estão por vir. "Quem quer ser campeão tem que vencer o Brasil, vencer a Alemanha. Acho que o Brasil fez um bom jogo ontem", opinou.

Sobre as perspectivas para a seleção belga no Mundial, Courtois afirmou que esperança não falta. "Acreditamos em nós, e isso é importante. Nós acreditamos que podemos vencer, mas como disse há rivais ótimos pela frente."

Bélgica