PUBLICIDADE
Topo

Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Arboleda tirou dois pontos do São Paulo

Rodrigo Nestor, jogador do São Paulo, comemora seu gol durante partida contra o Ceará  - Marcello Zambrana/AGIF
Rodrigo Nestor, jogador do São Paulo, comemora seu gol durante partida contra o Ceará Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

28/05/2022 22h25Atualizada em 28/05/2022 22h25

O São Paulo teve o jogo nas mãos no primeiro tempo e terminou rezando para que o juiz apitasse o final da partida contra o Ceará.

Pode-se buscar as razões em vários pontos:

1) O Ceará é um bom time e tem méritos no segundo tempo.

2) O São Paulo tem problemas no banco, com elenco desequilibrado, jogadores contundidos e fora de forma.

3) Rogério não conseguiu preencher o meio campo, que ficou apenas com Igor Gomes, Nestor e Luciano.

4) Rogério trocou os laterais que estavam indo bem. Rafinha, assim como André Ânderson, saiu porque tinha amarelo. Precipitação do treinador.

Mas, porém, contudo, todavia, nada disso seria suficiente para impedir a derrota não fosse o erro absurdo e grotesco de Arboleda, que deu o passe para o Ceará empatar o jogo. Já havia errado muito feio contra o Cuiabá.

Os gols feitos estão mascarando os erros de Arboleda. Miranda errou menos e não teve mais chances.