PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Menon: Seja corajoso e dê os nomes dos jornalistas "irresponsáveis", Abel

Conteúdo exclusivo para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

13/10/2021 11h23

Abel Ferreira, após o empate contra o Bahia, mostrou um comportamento infantil e tíbio contra os jornalistas.

Pegou carona com Renato Gaúcho que prometeu dar o nome de jornalistas que considera irresponsáveis para a torcida. Algo que já fizeram no Grêmio.

Diga lá que eu digo aqui, Renato. Tenho quatro nomes para citar.

Diga, Abel. Seja corajoso e dê os nomes.

Seja corajoso como os quatro que te desagradaram.

Não sei quem são. Mas as críticas foram feitas diretamente. Na televisão, nos sítios, no rádio ou em jornais. As críticas não foram escondidas. Tanto que incomodaram Abel.

Então, ele sabe quem são

Diga os nomes, Abel.

Abra o debate.

Se você disser o nome dos quatro, os outros estariam "inocentados". Se você não diz o nome, todos estão sob suspeita.

Os quatro que criticam o seu trabalho atual elogiavam quando o Palmeiras fez sete jogos sem perder? Quando ganhou a Libertadores?

Abel, você disse outro dia que tem orgulho de ser europeu etc e eu te digo uma coisa: a tática de colocar a culpa em jornalista é velha aqui no Brasil. Ao recorrer a ela, você não está trazendo nada de diferente. É mais velho que andar pra frente.

O que é relativamente novo, contribuição sua, é colocar a culpa em jogadores ou em falta de Reforços, o que dá no mesmo.

Abel, você é tão moderno quanto embalagem de Maizena.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon