PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Ninguém faria pior que o Palmeiras

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

12/02/2021 13h27

Os erros doem. E vão doer muito mais se não servirem de aprendizado. O Palmeiras e muitos palmeirenses deveriam pensar nisso após o vexame no Mundial.

Vexame?

Sim. Dois jogos, um empate e uma derrota, zero gols marcados e a pior classificação de um sul americano. Se isso não for vexame, o que será?

Em vez de procurar respostas para o que se viu, busca-se desculpas: fuso horário, cansaço etc.

A última é dizer que nenhum time brasileiro faria melhor. Como se fosse impossível vencer o campeão do Egito.

Sabe quem faria melhor que o Palmeiras? O Palmeiras. Sim, o legítimo campeão da Libertadores. O time que venceu o River por 3 x 0. O time que goleou o Corinthians. O time que está na final da Copa do Brasil.

Por que esse time não apareceu? Abel precisa responder. E não dizer que é o quarto melhor do mundo.

E, se o Palmeiras poderia fazer mais do que fez, ninguém faria pior. A Inter de Limeira ficaria em quarto, a Inter de Bebedouro ficaria em quarto. Com duas derrotas, talvez. Mas, se empatasse com o Al Ahly, talvez não perdessem três pênaltis em cinco cobrados.

Menon