PUBLICIDADE
Topo

Jorge Jesus confessa incompetência contra o Flu

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

09/07/2020 10h00

Jorge Jesus disse que o Fluminense entrou para perder de pouco.

Pois é. Ficou na frente um bom tempo e empatou.

Jorge Jesus deveria explicar como isso ocorreu. Demorou para substituir? Seus jogadores estavam motivados?

O treinador do Flamengo, assim como Renato Gaúcho, não sabe perder. Nem empatar. Quando não vence, culpa o rival.

Ele gostaria que o Fluminense jogasse totalmente aberto, dando todo espaço do mundo para Gabigol e Bruno Henrique?

O Fluminense escolheu outra postura. Foi cauteloso e guerreiro. E o Flamengo de Jesus não soube decifrar o enigma.

Jorge Jesus deveria pedir aumento. Ele escala seu time e também dá palpite no time adversário.

Comédia.

Menon