PUBLICIDADE
Topo

Menon


Palmeiras e São Paulo: 90 minutos de bom futebol

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

23/01/2020 14h34

As estreias de São Paulo e Palmeiras, diante de Água Santa e Ituano, foram dentro da normalidade: vitórias tranquilas, com futebol regular, diante de adversários fracos.

Juntos, pode-se dizer que fizeram 90 minutos de bom futebol. O Palmeiras foi sonolento no primeiro tempo e muito bom no segundo e o São Paulo, ao contrário, jogou bem no primeiro tempo e caiu no segundo.

No caso do Palmeiras, é mais fácil descobrir a causa da melhora: a troca de Veiga por Verón. O time ganhou velocidade pela esquerda, o que só tinha com Dudu, na direita.

No São Paulo, a queda de rendimento foi física e também de interesse. Com 2 x 0 na frente, o normal é tirar o pé.

Algumas boas novidades.

Helinho foi participativo e mostrou-se um jogador "recuperável". Deu dois bons passes que quase viraram gols.

Gabriel Menino mostrou serviço. Pode evoluir muito.

Daniel Alves de segundo volante rende bem mais do que no ano passado.

Zé Rafael fez um golaço e deu passe para outro. Vai decolar?

Hernanes estava bem mais solto que no ano passado.

Bigode, uma vez mais, provou que tem muito a dar só time. No basquete, seria o sexto homem.No domingo, os dois

se enfrentam. Que seja ótimo jogo em todos 90 minutos.

Menon