PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Por que só Cuba e Coreia do Norte não viram a final Palmeiras x Flamengo

Dudu e Arrascaeta disputam a bola durante a final da Libertadores 2021 entre Palmeiras e Flamengo, em Montevidéu - Staff Images/Conmebol
Dudu e Arrascaeta disputam a bola durante a final da Libertadores 2021 entre Palmeiras e Flamengo, em Montevidéu Imagem: Staff Images/Conmebol
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

21/12/2021 04h00

A final da Libertadores entre Palmeiras e Flamengo, dia 27 de novembro em Montevidéu, só não pôde ser vista em dois países: Cuba e Coreia do Norte, que limitam o acesso à rede social Facebook. Os paulistas venceram por 2 a 1.

A Conmebol vendeu os direitos de transmissão da decisão de seu continental a 91 nações, por diferentes empresas. No restante do mundo, outro parceiro da confederação, o Facebook, liberou o sinal por meio da página oficial da Conmebol, com exceção dos dois países que dificultam o acesso à plataforma.

Outros locais com restrições ao Facebook, como a China e o Irã, tiveram os direitos vendidos para empresas que geraram as imagens para a televisão —CCTV e Bein Sports, respectivamente.

Em vídeo apresentado nesta segunda-feira (20) antes do sorteio das fases preliminares da Libertadores e da Sul-Americana 2022, o presidente da Conmebol festejou que o jogo foi transmitido ao mundo todo. "Menos dois países", disse Dominguez, sem revelar quais eram.

No Brasil, o SBT, em TV aberta, e o Fox Sports, na fechada, transmitiram o confronto, com a ESPN/Fox Sports e Facebook passando aos outros países da América do Sul. Os EUA tiveram sinal via Bein Sports, o Reino Unido pela BBC, França pelo L'Equipe, e Alemanha, Itália e Espanha pelo Dazn.