PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Argentina x Itália: quando deve acontecer o jogo em homenagem a Maradona

Napoli oficializou a mudança de nome do estádio para Diego Armando Maradona - Divulgação/Napoli
Napoli oficializou a mudança de nome do estádio para Diego Armando Maradona Imagem: Divulgação/Napoli
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

14/07/2021 11h03

A conversa entre Conmebol e Uefa por um jogo entre Argentina e Itália, campeões continentais no fim de semana passado, esbarra no calendário. A data mais viável neste momento é junho de 2022, mas é considerado muito distante pelas confederações, que gostariam do encontro ainda em 2021, de preferência entre novembro e dezembro para homenagear Diego Maradona — ele morreu em 25 de novembro de 2020.

A partida, como mostrou o Diário Olé, seria em Nápoles, na Itália. Maradona, craque argentino campeão do mundo em 1986 também brilhou com a camisa do Napoli entre os anos 1980 e 1990, é o maior ídolo da história do clube e venerado na cidade italiana.

Recentemente, Conmebol e Uefa criaram até um comitê conjunto para discutir novos torneios — na pauta há, por exemplo, a retomada da Copa Intercontinental de clubes, com os campeões da Libertadores e da Liga dos Campeões se enfrentando, além de competições femininas.

A coluna apurou detalhes da negociação entre Conmebol e Uefa, por meio desse comitê, para que os campeões da Copa América e da Euro se enfrentem:

- Argentina e Itália têm em 2021 calendário cheio pelas Eliminatórias para a Copa do Qatar de 2022 — os italianos ainda têm, em outubro, as finais da Liga das Nações, o novo torneio de seleções da Uefa. Para os argentinos, as datas Fifa de setembro-21, outubro-21, novembro-21, a extra de janeiro/fevereiro-22 e a de março-22 serão para as Eliminatórias sul-americanas, portanto a seleção teria dificuldade em viajar à Itália para a partida.

- A data-Fifa viável, portanto, é junho de 2022 (lembrando que a Copa de 2022, para minimizar o calor do Oriente Médio, será entre novembro e dezembro), quando a federação internacional dará 15 dias, e não os tradicionais nove, para as seleções realizarem até quatro jogos (e não dois) nos meses que antecedem à Copa. Mas Uefa e Conmebol querem o clássico ainda em 2021.

- Há uma ideia de conversar com a Fifa sobre a possibilidade de, em novembro de 2021, estender por alguns dias a data-Fifa que termina dia 16 para que a Argentina principal possa viajar à Itália e realizar o jogo — os sul-americanos poderiam ser representados apenas por atletas que atuam na Europa. Dependeria, porém, do aval de dezenas de clubes, já que os torneios nacionais estariam ocorrendo. É uma negociação considerada complicada.

- O jogo, apesar de valer um troféu, teria caráter amistoso, como é o Superclássico das Américas organizado pela Conmebol entre Brasil e Argentina. As entidades não sabem ainda se o confronto se tornaria regular, ou seja, a cada quatro anos os campeões continentais se enfrentariam, a depender de patrocinadores e interessados em direitos de transmissão.

A próxima Euro será em 2024, na Alemanha, mesmo ano em que está programada a Copa América. Há um combinado de que ela seja realizada no Equador, mas não está descartada uma alteração por questões comerciais.