Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Corinthians joga pouco, erra de novo pelo alto e perde do Novorizontino

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

10/02/2019 18h53

O Corinthians jogou pouquíssimo neste domingo (10) e acabou derrotado por 1 a 0 pelo Novorizontino, na sexta rodada do Campeonato Paulista. No estádio Jorge Ismael de Biasi, o time misto do Alvinegro foi lento, previsível e não conseguiu se impor em momento algum. Sofreu um gol de Murilo Henrique via bola aérea e desta forma amargou a terceira derrota no Estadual.

A derrota liga o alerta do Corinthians no Estadual. São sete pontos no terceiro lugar do grupo C, atrás de Ferroviária e Bragantino. As atenções agora estão voltadas a um jogo grande da Copa Sul-Americana, na qual o Alvinegro estreia na quinta-feira (14), contra o Racing (ARG). O Novorizontino, por sua vez, mantém ótima campanha com 11 pontos na liderança provisória do grupo B - à frente do Palmeiras.

Foi mal: Araos não consegue render em "posição ideal"

O chileno teve neste domingo sua primeira oportunidade no Corinthians escalado na posição em que gosta de jogar, a ponta esquerda. Começou como boa opção, sendo o mais ativo da equipe, mas errou mais do que acertou e aos poucos pareceu perder a confiança. Teve vontade, mas não conseguiu se destacar como precisa no concorrido setor de armação. Acabou substituído por Clayson na etapa final.

Love e Boselli não funcionam tão bem juntos

É angustiante o começo de ano de Mauro Boselli no Corinthians. O argentino tenta muito, briga, corre atrás da bola, mas até aqui tem sofrido com a falta de criatividade do time e um ou outro deslize próprios. Sua primeira chance em Novo Horizonte foi interrompida por um impedimento controverso, e ele ainda desperdiçou oportunidade que não costuma perder na bola aérea. Como a bola chegou pouco ao ataque, a dupla com Vagner Love foi bastante discreta: os dois quase não combinaram jogadas.

Corinthians repete erros e não engrena

Thiago Calil/AGIF
Imagem: Thiago Calil/AGIF
O que se viu em campo neste domingo foi um Corinthians lento, às vezes desatento e sem alternativas. Mateis Vital e Araos até começaram bem nas pontas, mas caíram de produção e acabaram ajudando pouco. A equipe oscila durante os jogos e também de um jogo para outro, sem conseguir ter consistência neste começo de temporada.

Carille troca losango por pontas, sem sucesso

Não dá para negar que Fábio Carille tem tentado de tudo no Corinthians. Até aqui o técnico já montou esquemas diferentes com Ramiro atuando na ponta; ou um losango pelo meio; agora com Vagner Love flutuando... Mas nenhum deles mostrou-se extremamente eficaz. Neste domingo, o losango usado na última quinta-feira deu lugar a dois jogadores abertos, mas ainda assim a equipe teve pouca amplitude e profundidade.

Corinthians segura a bola, mas cria pouco

Thiago Calil/AGIF
Imagem: Thiago Calil/AGIF
O início de jogo do Corinthians não foi ruim, ainda que sem grandes chances de abrir o placar. Sob forte calor em Novo Horizonte, o Alvinegro manteve baixo ritmo, sem mostrar pressa nos toques de pé em pé. Abertos, Araos e Mateus Vital conseguiram chegar à linha de fundo, mas faltava um passe preciso para deixar os atacantes em boas condições. A melhor chance foi de Marllon, de cabeça, enquanto o time da casa também ameaçava na bola aérea.

Cássio sai errado e quase entrega

O Novorizontino aos poucos se soltou em campo, passou a pensar melhor o seu jogo e chegar mais perto do gol defendido por Cássio. Em uma bola longa que atravessou o campo, Lucas Ramon foi acionado na ponta direita e chegou cabeceando por cima do goleiro corintiano, que havia saído estabanado para tentar interceptar a jogada. O time da casa só não abriu o placar porque ninguém acompanhou o lance para empurrar ao gol vazio. 

Lentidão torna Corinthians previsível e vulnerável

Thiago Calil/AGIF
Imagem: Thiago Calil/AGIF
A exemplo de partidas anteriores, o Corinthians não conseguiu surpreender o adversário. O Novorizontino não foi pego de surpresa em nenhum lance do primeiro tempo, porque tinha todo o tempo do mundo para se reorganizar após perder a bola. A melhor chance foi em bola esticada para Love, que brigou na área e girou batendo em cima do goleiro. Previsível, o Alvinegro passou a ceder contra-ataques, em um dos quais Cléo Silva deixou Jean Patrick na cara de Cássio mas viu o volante furar de forma incompreensível.

Cássio faz milagre em pressão do Novorizontino

O segundo tempo começou com o Corinthians desorganizado, sofrendo pressão. Em uma sequência de bolas aéreas, a defesa perdeu três disputas pelo alto e precisou que Cássio fizesse defesa de muito reflexo para evitar sair atrás no placar. Logo depois o goleiro precisou socar novo escanteio cobrado muito fechado.

Jogo morno é decidido na bola parada

Thiago Calil/AGIF
Imagem: Thiago Calil/AGIF
Carille apostou em Clayson e Pedrinho para renovar as pontas do Corinthians no segundo tempo, mas nem um nem outro foi muito melhor do que os titulares. O Novorizontino também diminuiu sua intensidade, e aí o jogo ficou morno, concentrado quase todo no meio-campo e ainda sem jogadas de velocidade. Ambos os times só entravam na área via bola parada. Foi assim que Murilo Henrique balançou as redes aos 39 minutos: após falta cobrada da direita, Paulinho desviou e Cássio voou para defender. O rebote ficou vivo na área, a defesa alvinegra falhou de novo por cima e viu o camisa 9 marcar.

Homenagem a vítimas de incêndio no Flamengo

Thiago Calil/AGIF
Imagem: Thiago Calil/AGIF
Antes da partida os jogadores do Corinthians entraram no gramado com camisetas pretas, em luto pelos dez atletas mortos no incêndio no CT do Flamengo. Na camisa, uma os símbolos dos dois clubes estavam entrelaçados sobre a hashtag #ForçaFlamengo. Houve ainda uma faixa com a frase "nossos sentimentos aos familiares e amigos".

Ficha Técnica

NOVORIZONTINO 1 x 0 CORINTHIANS

Data: 10 de fevereiro de 2019
Horário: 17 horas (de Brasília)
Local: Estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte-SP
Árbitro: José Claudio Rocha Filho
Assistentes: Anderson José de Moraes e Daniel Paulo Ziolli
Cartões Amarelos: Mateus Vital (Corinthians)
Cartão Vermelho: não houve

Gol: Murilo Henrique aos 39 minutos do segundo tempo

Novorizontino: Vagner; Lucas Ramon, Everton Sena, Flávio Boaventura (Edson Silva) e Paulinho; Adilson Goiano, Cléo Silva, Jean Parick (Matheus Sales) e Murilo Henrique; Pedro Carmona e Felipe Marques (Elvinho). Treinador: Roberto Fonseca.

Corinthians: Cássio; Fagner, Marllon, Pedro Henrique e Danilo Avelar; Gabriel, Ramiro, Araos (Clayson) e Mateus Vital (Pedrinho); Love e Boselli (Gustavo). Treinador: Fábio Carille.