PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atlético de Madri bate Bayer na Alemanha e encaminha vaga na Champions

Gameiro bateu no meio do gol para fazer o terceiro do Atlético - Reuters / Wolfgang Rattay - Reuters / Wolfgang Rattay
Gameiro bateu no meio do gol para fazer o terceiro do Atlético
Imagem: Reuters / Wolfgang Rattay

Do UOL, em São Paulo

21/02/2017 18h34

Quem esperava uma partida sem muitos gols, por conta do pragmatismo dos dois times, se enganou. Nesta terça-feira (21), na Bay-Arena, na Alemanha, o Atlético de Madri saiu na frente com dois gols na etapa inicial, viu o Bayer Leverkusen esboçar uma reação e até uma pressão no final da partida, mas conseguiu matar o confronto nos contra-ataques e encaminhou sua vaga às quartas de final da Liga dos Campeões com uma vitória importante por 4 a 2.

Com o resultado, o Atlético de Madri pode até perder por um dois de diferença na partida de volta que se mantém vivo na competição. Já para o Leverkusen a situação é mais complicada. A equipe alemã precisa vencer por dois três de vantagem para avançar de maneira direta.

Atlético de Madri e Bayer Leverkusen voltam a se enfrentar apenas no dia 15 de março, às 16h45 (de Brasília), no Estádio Vicente Calderón, na capital espanhola.

SE SAÚL MARCA, ATLÉTICO NÃO PERDE...

Saúl abre o placar para o Atlético de Madri na Bay-Arena - AP/Martin Meissner - AP/Martin Meissner
Saúl abre o placar para o Atlético de Madri na Bay-Arena
Imagem: AP/Martin Meissner

A torcida pode ficar tranquila. Quando Saúl marca, o Atlético de Madri não perde. A regra é essa. O meio-campista nunca saiu derrotado em um jogo que ele balançou as redes. Foi assim nesta e nas últimas duas temporadas do jogador com a camisa colchonera. Antes do jogo desta terça, ele havia feito 17 gols, terminando esses mesmo duelos com 16 vitórias e apenas um empate.

...E QUE GOLAÇO!

Leno não conseguiu chegar na linda finalização de Saúl - AP/Martin Meissne - AP/Martin Meissne
Leno não conseguiu chegar na linda finalização de Saúl
Imagem: AP/Martin Meissne

Além da estatística acima, Saúl também é conhecido por outra façanha: a de fazer golaços. Depois de ser indicado no Prêmio Puskas por um gol na temporada passada contra o Bayern de Munique, agora foi a vez do espanhol fazer como vítima o Leverkusen. Aos 16min do primeiro tempo, ele avançou pela direita, cortou a marcação e, de longe, bateu colocado, com categoria, sem chance para o goleiro Leno. Uma pintura!

SÉRVIO FALHA, E GRIEZMANN APROVEITA

Griezmann anotou o segundo gol do Atlético de Madri - Reuters / Wolfgang Rattay - Reuters / Wolfgang Rattay
Griezmann anotou o segundo gol do Atlético de Madri
Imagem: Reuters / Wolfgang Rattay

Principal nome do Atlético de Madri, Griezmann também deixou sua marca. Oito minutos depois de abrir o placar, a equipe espanhola seguiu com sua marcação implacável e forçou um erro dos donos da casa, fundamental para marcar o segundo gol. Aos 24min, Dragovic errou no meio de campo e proporcionou um contra-ataque mortal. Contra dois adversários, Gameiro ganhou na velocidade, segurou a bola e serviu o francês, que bateu de forma perfeita para ampliar.

BAYER ASSUSTA DEPOIS DO INTERVALO

Bellarabi desvia e vê bola entrar no gol do Atlético de Madri - AP/Martin Meissner - AP/Martin Meissner
Bellarabi desvia e vê bola entrar no gol do Atlético de Madri
Imagem: AP/Martin Meissner

Para quem esperava um Bayer morto em campo, se surpreendeu. Com apenas dois minutos da etapa final, Bellarabi recebeu ótimo cruzamento de Henrichs e só precisou de um leve desvio para manter viva as esperanças dos donos da casa.

SÉRVIO (E JUIZ) FALHA DE NOVO; GAMEIRO MATA

Aos 13min, quando a partida parecia aberta, Gameiro apareceu para tranquilizar. O francês apostou na jogada individual pela direita e, antes de invadir a área, foi puxado por Dragovic. O árbitro, apesar do auxiliar estar ao lado do lance, assinalou pênalti. Na cobrança, o próprio atacante converteu com uma cobrança no meio do gol.

BAYER REAGE, MAS TORRES DECIDE
 
O Bayer Leverkusen até sonho com um possível empate na parte final da partida, graças ao goleiro Moyà e o zagueiro Savic, que bateram cabeça. Aos 22min, o arqueiro tentou cortar um cruzamento, mas mandou na perna do seu defensor e entrar no gol. Com o 3 a 2, os donos da casa pressionaram e quase igualaram, mas, desta vez, Savic salvou em cima da linha. Então, aos 40min, Fernando Torres, que entrou na parte final, apareceu no meio da zaga alemã e mostrou oportunismo para decratar a vitória espanhola.
 
FICHA TÉCNICA
BAYER LEVERKUSEN 2 x 4 ATLÉTICO DE MADRI
 
Local: Bay-Arena, Leverkusen (Alemanha)
Data: 21/02/2017
Horário: 16h45 (de Brasília)
Árbitro: William Collum (ESC)
Cartões amarelos: Henrichs, Dragovic e Wendell (Bayer); Filipe Luís (Atlético de Madri)
Gols: Saúl, aos 16min do 1º tempo, Griezmann, aos 24min do 1º tempo, Gameiro, aos 13min do 2º tempo, e Fernando Torres, aos 40min do 2º tempo; Bellarabi, aos 2min do 2º tempo, e Savic (contra), aos 22min do 2º tempo.
 
BAYER LEVERKUSEN: Leno; Henrichs, Dragovic, Tropak e Wendell; Aránguiz, Kampl, Havertz (Volland), Bellarabi (Pohjanpalo) e Brandt; Chicarito Hernandéz. Técnico: Roger Schmidt.
 
ATLÉTICO DE MADRI: Moyà; Vrsaljko, Savic, José Giménez e Filipe Luís; Gabi, Saúl, Koke e Ferreira Carrasco (Fernando Torres); Griezmann (Correa) e Gameiro (Partey). Técnico: Diego Simeone.

Esporte