PUBLICIDADE
Topo

Esporte

City bate West Ham e mantém ponta; Firmino marca em vitória do Liverpool

John Sibley/Reuters
Imagem: John Sibley/Reuters

Do UOL, em São Paulo

24/11/2018 14h51

O Manchester City segue dando show no Campeonato Inglês. Neste sábado (24), a equipe do técnico Pep Guardiola enfrentou o West Ham, fora de casa, e não teve grandes dificuldades para construir uma bela goleada por 4 a 0, garantindo a manutenção da liderança do campeonato.

Com o resultado, o City chegou aos 35 pontos e manteve a vantagem de dois pontos para o vice-líder Liverpool. A equipe de Guardiola ainda não sabe o que é perder nesta temporada da Premiere League: em 13 jogos, foram 11 vitórias e dois empates.

O próximo compromisso dos citizens é fora de casa contra o Lyon, na terça-feira (27), pela Liga dos Campeões - o City lidera o Grupo F. Pelo Inglês, o líder enfrenta o Bournemouth, no sábado (1).

Guardiola, técnico do Manchester City - David Klein/Reuters - David Klein/Reuters
Imagem: David Klein/Reuters

Organização e eficiência

Muito veloz, o City precisou de apenas 20 minutos para encaminhar a vitória. O uso do contra-ataque e o apoio dos laterais foram as principais armas da equipe de Guardiola no primeiro tempo. Tendo início nos pés do brasileiro Fernandinho, o primeiro gol dos citizens saiu após contra-ataque veloz, convertido em gol por David Silva.

Muito bem na partida, Leroy Sané foi incisivo, buscando as jogadas individuais. E cumpriu bem seu papel: assistência para Sterling anotar o segundo, drible desconcertante em cima do zagueiro Balbuena, ex-Corinthians, para fazer um golaço - o terceiro do City -, e deu números finais marcando o quarto. No segundo tempo, o West Ham, em situação complicada, procurou atacar com mais força, mas, em contrapartida, deu liberdade aos velocistas do City. 

Quando exigido, Ederson vira paredão; Jesus tem pouco tempo para jogar

Ederson foi pouco exigido, é verdade, mas não decepcionou quando o West Ham teve lampejos de criatividade no ataque. Em finalização firme de Arnautovic, o goleiro brasileiro rebateu para longe e impediu a reação do time da casa. Com a partida controlada, Guardiola manteve Gabriel Jesus no banco de reservas até os 35 minutos do segundo tempo. Quando colocou o centroavante em campo, os citizens já tocavam a bola sem objetividade. 

Salah, meio-campista do Liverpool - Carl Recine/Reuters - Carl Recine/Reuters
Imagem: Carl Recine/Reuters

Liverpool vence e não deixa City se distanciar

Seguindo na cola do Manchester City, o Liverpool venceu o Watford por 3 a 0, jogando fora de casa, e manteve dois pontos de distância para o líder do Campeonato Inglês. Apesar do resultado, o Liverpool encontrou dificuldades para vencer o rival, e contou com a estrela de Salah para abrir o caminho da vitória. Alexander-Arnold, em cobrança de falta, e Roberto Firmino, no fim, ampliaram.

Com o resultado, o Liverpool chegou aos 33 pontos e manteve dois de distância para o City. Invicto na Premier League - com 10 vitórias e três empates -, os Reds estão a três pontos do terceiro colocado Tottenham, que venceu o Chelsea por 3 a 1 neste sábado.

Segundo colocado no grupo C da Liga dos Campeões, o Liverpool dá uma pausa no Campeonato Inglês para enfrentar o PSG na quarta-feira (28), fora de casa. No domingo (2), os Reds voltam a focar suas atenções na perseguição ao City, em duelo contra o Everton, em Anfield.

Salah abre o caminho da vitória

Jogando em casa, o Watford não foi um anfitrião tão bondoso. A equipe imprimiu forte marcação, mas não abriu mão de atacar. Logo aos três minutos, Deulofeu balançou as redes, mas a arbitragem marcou posição de impedimento. O Liverpool custou a equilibrar a partida, com o trio ofensivo composto por Salah, Firmino e Mané apagado na primeira etapa.

O segundo tempo, de domínio do Liverpool, foi um jogo de ataque contra defesa. Os Reds mostraram garra para buscar o resultado, mas esbarraram na falta de criatividade do ataque. Em momento de necessidade, surgiu Mohamed Salah. O egípcio chutou cruzado e abriu o placar para o Liverpool. Com mais tranquilidade, os Reds mantiveram o ritmo ofensivo e ampliaram em cobrança de falta maravilhosa do lateral Alexander-Arnold. No fim, com um a menos após expulsão de Henderson, o brasileiro Roberto Firmino deu números finais ao jogo: 3 a 0. O brasileiro voltou a marcar com a camisa do Liverpool após quatro partidas em branco.

Ashley Young, lateral do Manchester United - LINDSEY PARNABY/AFP - LINDSEY PARNABY/AFP
Imagem: LINDSEY PARNABY/AFP

Manchester United tropeça em casa

O Manchester United recebeu a visita do Crystal Palace e não conseguiu desempenhar um bom futebol. Encontrando dificuldades para atacar, os comandados de José Mourinho ficaram no empate por 0 a 0. 

Com 21 pontos, os Red Devils ocupam a sétima colocação, e seguem longes do G4 da competição, que garante vaga à Liga dos Campeões. 

Esporte