PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Substituto de Jesus garante empate para o Manchester City contra o Everton

Sterling pega de primeira e empata para o City contra o Everton - PHIL NOBLE/REUTERS - PHIL NOBLE/REUTERS
Imagem: PHIL NOBLE/REUTERS

Do UOL, em São Paulo

21/08/2017 17h54

Raheem Sterling saiu do Etihad Stadium como herói do Manchester City nesta segunda-feira (21). Entrando no segundo tempo no lugar de Gabriel Jesus, o atacante foi o responsável pelo empate da equipe contra o Everton: 1 a 1.

A partida ainda ficou marcada por dois outros nomes: Kyle Walker e Wayne Rooney. O primeiro deixou o time de Pep Guardiola em maus lençóis ao ser expulso ainda no primeiro tempo, enquanto o segundo foi o responsável por abrir o placar para o Everton.

O empate leva as duas equipes aos quatro pontos em dois jogos na competição. Na estreia, o Everton havia vencido o Stoke, por 1 a 0. Já o Manchester City iniciou o torneio com vitória sobre o Brighton, por 2 a 0.

Na próxima rodada, o Manchester City visita o Bournemouth no sábado (26). Um dia depois, o Everton faz mais uma partida fora de casa, contra o Chelsea, no Stamford Bridge.

Rooney marca pela 200ª vez no Inglês

Wayne Rooney comemora após marcar para o Everton contra o Manchester City - REUTERS/Phil Noble - REUTERS/Phil Noble
Imagem: REUTERS/Phil Noble

Jogando em seus domínios, o Manchester City criava as oportunidades mais claras antes de sofrer nas mãos de um velho conhecido: Wayne Rooney. Ídolo do rival Manchester United, o camisa aproveitou cruzamento de Calvert-Lewin, após vacilo de Sané, e bateu para o gol de Ederson. O brasileiro foi pego no susto e acabou não conseguindo evitar que a bola passasse entre suas pernas.

O gol foi o de número 200 de Rooney no Campeonato Inglês. Em duas partidas desde que voltou ao Everton, o atacante já balançou as redes duas vezes.

Reforço milionário é expulso ainda no primeiro tempo

Árbitro expulsa Kyle Walker durante a partida entre Manchester City e Everton - Reuters/Carl Recine - Reuters/Carl Recine
Imagem: Reuters/Carl Recine

O lateral Kyle Walker não deixou uma boa impressão em sua primeira partida na casa do Manchester City. Contratado por uma quantia que pode chegar a 56 milhões de euros (R$ 203 milhões), o defensor mais caro do mundo foi expulso ainda aos 43 minutos do primeiro tempo.

Dois minutos depois de ver o primeiro cartão amarelo, Walker acertou uma cotovelada em Leighton Baines e acabou recebendo o vermelho. O lance deixou Pep Guardiola bastante irritado com a arbitragem. O técnico espanhol chegou a discutir com o quarto árbitro na volta para o segundo tempo.

Expulsão sacrifica Gabriel Jesus

Para a partida, Guardiola apostou em um esquema tático com três zagueiros e os dois laterais fazendo a função de ala. Com a expulsão de Kyle Walker, o treinador precisou mexer na equipe para recuperar a função defensiva. E o sacrificado acabou sendo Gabriel Jesus. O brasileiro deu lugar a Sterling, que apesar de ser atacante faz a função de acompanhar o lateral adversário.

A formação tática foi alterada de vez aos 20 minutos da segunda etapa. Guardiola tirou o zagueiro Stones e colocou o lateral brasileiro Danilo. Dessa maneira, a equipe passou a jogar com 4-4-1, com Agüero à frente dos meias.

Pressão dá resultado

Mesmo com um a menos, o Manchester City partiu para cima do Everton. E o gol saiu aos 37 minutos da segunda etapa. Depois do cruzamento de Danilo, Holgate cortou para o meio e Sterling mandou de primeira, empatando o jogo para a equipe de Pep Guardiola.

Everton também tem jogador expulso, mas segura empate

Se a situação estava dura com um jogador a mais, a vida do Everton ficou ainda mais complicada quando Schneiderlin foi expulso por causa de uma falta em Agüero. Com 10 contra a 10, o Manchester City partiu com tudo para o ataque, mas não conseguiu o gol que o daria a vitória dentro de casa.

Esporte