PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Em noite inspirada, Neymar faz gesto inédito à torcida organizada do PSG

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris

27/09/2018 04h00

O carinho da torcida do Paris Saint-Germain com Neymar foi retribuído pelo brasileiro na noite de quarta-feira, no Parque dos Príncipes, em Paris. Ato inédito desde que chegou à capital francesa, ele saltou as placas publicitárias após o apito final e participou da cantoria com a organizada do clube. Pode parecer pouco, mas no contexto vivido pelo craque brasileiro o gesto é de paz, cenário que vem sendo construído ultimamente. Isso, claro, depois de uma atuação inspirada na goleada por 4 a 1 diante do Reims, pelo Campeonato Francês.

O gesto de apoio de Neymar aos torcedores foi visto após o encerramento da partida (veja vídeo acima). Ele se uniu ao time para cantar e pular em frente à arquibancada em que ficam os Ultras, a principal organizada do clube. A ação é de praxe para outros jogadores, casos dos brasileiros Marquinhos e Thiago Silva, mas jamais havia sido feita por Neymar.

Essa falta de proximidade foi motivo de cobrança em diversos momentos da temporada de estreia de Neymar. No momento mais tenso dele no clube, a vitória por 4 a 0 sobre o Dijon, ele foi vaiado ao pedir para cobrar o pênalti que daria a artilharia histórica do clube a Cavani. Irritado, foi direto ao vestiário e não participou da festa com os Ultras. 

"O público parisiense é peculiar. Eles adoram jogadores que abrem o coração e demonstram amor pelo clube, próximo com o que faz o Cavani. Em Paris, o talento não é suficiente", disse Frederic  Gouailard, repórter do jornal Le Parisien em entrevista ao UOL Esporte em agosto. "Não entendemos o motivo do Neymar não falar com a gente, mas respeitamos", disse Romain Mabile, presidente dos Ultras, em setembro. 

Esse cenário, é verdade, tem mudado neste início de temporada, prova disso foi o próprio jogo contra o Reims. Cada drible do brasileiro rendia aplausos, e ele retribuiu o carinho apontando para os Ultras como forma de agradecimento após o gol marcado de pênalti. O camisa 10 se sentiu à vontade para balançar os braços pedindo apoio antes de uma cobrança de escanteio (foi atendido). No fim, coroou tudo com o gesto apreciado pelos fãs. 

Atuação de gala de Neymar

No duelo contra o Reims, Neymar reviveu bons momentos da temporada passada. Dribles, gol, passes precisos e faltas sofridas. O camisa 10 foi colocado pela transmissão oficial da partida, o canal Bein Sports França, como o melhor jogador em campo mesmo Cavani sendo o responsável por dois gols.

Neymar atuou como meia diante do Reims e foi o responsável por articular bons contra-ataques. Casos específicos do pênalti sofrido por Cavani e do lance do quarto gol do PSG – marcador por Meunier. A atuação empolgante também teve como marca vários dribles. Em um deles, no meio-campo, o jogador superou três adversários ao usar do recurso de puxar a bola para trás com pé direito e tocar de letra com o pé esquerdo para sair da marcação. O lance, claro, gerou grande ovação no estádio.

No quesito dribles, nas estatísticas da Ligue 1 (a organizadora do Campeonato Francês), Neymar terminou com 6 execuções de sucesso. Curioso que no quesito, somente Rabiot e Diaby participaram, e mesmo assim com apenas um drible cada um. Como abusou de jogadas no mano a mano, Neymar sofreu sete faltas na partida, sendo algumas entradas fortes. Antes do jogo, a média de infrações sofridas no Campeonato Francês nesta temporada, em 5 jogos realizados, era de 2.6. Na edição anterior, ela foi de 5.2, após 19 jogos.

Esporte