PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Formações e escalações diferentes. Mano pensa em como superar o Grêmio

Do UOL, em Belo Horizonte

21/08/2017 04h00

Nesta quarta-feira o Cruzeiro recebe o Grêmio pela semifinal da Copa do Brasil. Após vencer o Sport por 2 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, o treinador cruzeirense já iniciou o planejamento para o importante duelo contra o clube gaúcho. Como perdeu por 1 a 0 no primeiro jogo, em Porto Alegre, o Cruzeiro precisa vencer por dois gols de diferença para avançar à final.

Por isso, Mano Menezes não descarta mudar a escalação de sua equipe e até mesmo a forma de jogar, para surpreender o Grêmio, no Mineirão.

“Penso muita coisa, mas não conto”, disse o técnico celeste, mas sem dar muitas pistas, além de uma possível entrada de Raniel, autor do segundo gol na vitória desse domingo, entre os titulares.

“Isso faz parte da estratégia para cada jogo. Vamos tentar fazer as escolhas mais acertadas. Tudo o que o treinador quer é escolher bem. O importante é ter jogadores como Raniel, entrando e se afirmando. Mais um jovem da formação de base do Cruzeiro, que a gente acredita muito, mas que precisa de tempo para ir se afirmando. Mas essas entradas vão dando confiança a ele, a nós e o torcedor, que para quarta-feira já começou a pedir o Raniel”.

Mesmo com jogo decisivo nesta quarta-feira, contra o Sport o Cruzeiro jogou com a equipe titular. Do time que iniciou a partida contra o Grêmio, em Porto Alegre, apenas quatro não estavam em campo pelo Brasileirão. Dois por necessidade, já que Lucas Romero está machucado e Rafael Sóbis estava suspenso.

Entre as opções de Mano, Robinho foi poupado. O meia passou por um trabalho especial, para chegar bem na quarta-feira. O camisa 19 é um dos trunfos do Cruzeiro, que precisa vencer o Grêmio por dois gols de diferença, ou por 1 a 0, para levar a decisão da vaga para a disputa de pênaltis.

“É óbvio que o Robinho vai estar em campo, ele foi preservado contra o Sport. É um jogador que voltou há pouco. Inclusive, a gente precisa aumentar um pouquinho a carga de treinamento dele. Ele não podia entrar em campo. É um jogador que precisa da força física, joga em um setor de campo onde essas coisas são importantes, aliadas à qualidade técnica que ele tempo. Então, foi por isso que nós fizemos”, revelou Mano Menezes, que só vai revelar o time uma hora antes de a bola rolar.

“A formação, apenas na quarta-feira”, completou o treinador do Cruzeiro.

Futebol