Topo

Esporte


Fla sonha com Maracanã, escuta 'não' e abre leilão por jogo pelo Brasil

Fla quer jogar no Maracnã, mas estádio não é unânimidade por causa de obras - Fernando Maia/UOL
Fla quer jogar no Maracnã, mas estádio não é unânimidade por causa de obras Imagem: Fernando Maia/UOL

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

05/05/2013 06h10

A possibilidade de o Flamengo disputar o jogo da volta contra o Campinense, pela Copa do Brasil, neste dia 15, no Maracanã, já não existe mais. A diretoria do clube recebeu a negativa do Governo do Estado, que não autorizou a realização da partida no estádio. Agora, o Rubro-negro faz leilão e estuda as propostas de outras praças pelo Brasil para decidir seu futuro na competição nacional.

A Fonte Nova, em Salvador, sai na frente por ter entrado em contato antes das demais. O Flamengo já estudava a possibilidade antes mesmo de receber a negativa sobre o Maracanã.  Porém, a diretoria está sendo assediada por outros estados mantidos em sigilo e vai colocar tudo na ponta do lápis e ver qual a melhor proposta.

“Já recebemos o não do Governo, que diz não estar em condição de receber um jogo oficial. Gostaríamos de jogar no Maracanã, nem que fosse com 20 mil torcedores. Agora estamos vendo as opções. Recebemos um convite para jogar na Fonte Nova. Mas não é o único lugar, temos outras opções. Estamos estudando as propostas”, disse o vice de futebol do Flamengo, Wallim Vasconcelos, ao UOL Esporte.

A possibilidade de jogar no Maracanã já não era uma unanimidade dentro do Flamengo. O técnico Jorginho, por exemplo, demonstrou certa preocupação sobre a utilização do estádio, já que ele participou da festa de estreia na última semana. Segundo o treinador, o entrono está com algumas obras, o que poderia acabar mal em uma partida oficial.

“Dentro está tudo funcionando, mas claro que há um detalhe ou outro. Lembro que estávamos tomando um banho quente e tinha um ar condicionado bem em cima da gente. Isso é pneumonia na certa. Então, precisa de alguns ajustes, o que é natural por estar ainda no fim das obras. Mas o problema maior, na minha opinião, está no entorno do Maracanã. Ainda tem muita obra. De repente, pode acontecer, infelizmente, de um torcedor pegar alguma coisa ali, enfim. Menos mal que seria um jogo de uma torcida só”, afirmou Jorginho.

O Flamengo estuda as propostas para decidir em qual mandará o jogo contra o Campinense, pela Copa do Brasil. Porém, o clube da Gávea tem pressa para definir a situação, já que precisa resolver questões de logísticas e vendas de ingresso. A diretoria rubro-negra espera chegar a uma definição até quarta-feira, uma semana antes da realização do confronto.

FLAMENGO VENCE CAMPINENSE DE VIRADA E AGORA SONHA COM MARACANÃ

Esporte