PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Irritado, Nenê deixa Morumbi sozinho após não ser utilizado contra o Fla

Pedro Vale/AGIF
Imagem: Pedro Vale/AGIF

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/11/2018 19h31

Nenê não gostou nada de terminar o empate por 2 a 2 contra o Flamengo, neste domingo (4), no Morumbi, no banco de reservas. O meia do São Paulo deixou o estádio bastante irritado e, segundo relatos de pessoas que trabalham no local, foi embora antes mesmo de o time chegar ao vestiário.

Visivelmente chateado, o jogador tricolor passou reto pela zona mista e não falou com a imprensa. Ele teve o nome gritado pelos torcedores no Morumbi no momento em que Carneiro seria substituído no segundo tempo, mas a pressão dos aficionados não fez mudar a decisão de Aguirre, que colocou Edimar em campo.

Nenê já havia sido reserva nas duas últimas partidas do São Paulo, contra Vitória e Atlético-PR. Em ambas, porém, ainda entrou no segundo tempo. A última partida do meia como titular foi na 29ª rodada do Brasileiro, na derrota para o Internacional – foi substituído na metade da etapa final.

Em entrevista coletiva pós-jogo, Diego Aguirre minimizou a situação: "Não aconteceu nada, ele saiu rápido, mas é normal. Todos os jogadores querem jogar, ele também. Jogadores que são muito competitivos é normal que queiram estar em campo. Mas nada para falar disso".

Siga o UOL Esporte no
Diego Souza foi outro a falar sobre o tema, e disse que a folga nesta segunda-feira (5) pode ter acelerado a saída de Nenê do Morumbi: "Creio que a questão de ele ter saído rápido, amanhã é um dia de folga, e cada um tem livre arbítrio para fazer o que quiser. Não sei se era a intenção. Claro que a gente quer ver o Nenê bem, em campo, é um cara de grupo que pode ajudar muito a gente".

O companheiro Reinaldo também saiu em defesa de Nenê, e deu versão parecida com a do camisa 9: "Está no direito dele, chegou, tomou banho e foi para casa, está de folga, é normal. Ele está com a cabeça boa porque no dia a dia ele demonstra isso para gente. Está sempre sendo o cara que foi desde o começo da temporada. Ninguém gosta de ficar no banco, de não entrar nos jogos".

O São Paulo volta aos gramados no próximo sábado (10), quando encara o rival Corinthians em Itaquera, às 17h, pela 33ª rodada da competição nacional.

Esporte