PUBLICIDADE
Topo

Esporte

CBF promete analisar erro de árbitro: "eles sabem que há consequências"

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

30/09/2018 14h44

Chefe de arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Coronel Marinho disse, em contato com o UOL Esporte, que vai analisar o erro do árbitro Dewson Fernando Freitas durante a vitória por 3 a 1 do Palmeiras sobre o Cruzeiro neste domingo (30), pela Série A do Campeonato Brasileiro.

No lance em questão, o juiz marcou um pênalti para os mineiros quando o jogo estava 1 a 0 a favor dos donos da casa, aos 29 minutos do primeiro tempo. Mas o zagueiro Gustavo Gómez estava fora da área ao tocar a bola com a mão. Mancuello converteu a penalidade.

"Existe um procedimento de análise e de ações da Comissão para a melhoria da performance do componente da equipe que se equivoca em determinado lance do jogo. Não será diferente. Será analisada e adotaremos internamente nossas medidas. Sempre há consequências e os árbitros estão cientes", disse.

O lance gerou revolta dos jogadores palmeirenses e da torcida, que chegou a entoar o grito de "vergonha" nas arquibancadas. O diretor de futebol Alexandre Mattos, ao término da primeira etapa, entrou em campo para reclamar com o árbitro.

Ao final do duelo, o presidente Maurício Galiotte aumentou o tom e cobrou o CBF pelos erros de arbitragem. Segundo ele, o Palmeiras foi prejudicado em dois jogos decisivos: na final do Campeonato Paulista contra o Corinthians - o clube alega interferência externa em pênalti anulado em Dudu - e na semifinal contra o Cruzeiro pela Copa do Brasil - o clube alega que não houve falta em um lance que originaria o empate na derrota por 1 a 0 em casa, na ida.

Assista aos gols do jogo

Gols UOL Esporte

Esporte