PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Levir diz que situação política do país gera pressão excessiva no Santos

Do UOL, em São Paulo

22/10/2017 19h23

Depois de quase ter sido demitido durante a semana – a diretoria santista chegou a tomar a decisão, mas voltou atrás – o treinador Levir Culpi desabafou após a vitória do Santos sobre o Atlético-GO neste domingo, por 1 a 0. O comandante deixou claro que considera que há uma pressão excessiva sobre seus jogadores, e citou a situação política do Brasil como um fator que tem afetado os ânimos dos torcedores.

“Há uma pressão em excesso. Não tem lógica, é uma coisa quase que insuportável. Se continuar assim, jogadores vão fazer contratos, quatro, cinco por ano. É uma perda de consciência. O erro no futebol é imperdoável. Um deputado rouba o Brasil, mas o jogador erra um chute, não pode errar. Onde vamos chegar? É uma cobrança descontrolada, acho que o povo está sentindo um desconforto muito grande com nossos governantes e precisa desabafar”.

Levir admitiu que o Santos tem cometido erros ao longo do Brasileirão, mas mesmo assim insistiu que há um exagero na pressão sobre seus jogadores. Para o comandante, a vitória na Vila foi um bom resultado. Levir também falou sobre o episódio de sua quase demissão, citando “mentiras” que teriam sido ditas.

“Nós erramos muito, mas quem da torcida erra menos? Um julgamento absurdo, eu cheguei a pensar eu mesmo em sair. Foi tudo uma palhaçada, um circo, até meu assessor de imprensa conseguiu acreditar em uma mentira. Está um pouco fora do controle, mas fiquei feliz com meus jogadores e com aqueles que torceram por nós”, afirmou - o assessor do técnico chegou a publicar nas redes sociais um texto desabafando sobre a demissão.

Levir fez questão de defender Lucas Lima, que se dedicou bastante durante a partida na Vila Belmiro. O treinador elogiou o jogador, e considerou exageradas as críticas que vem recebendo da torcida.

"Uma parte da torcida aplaudiu. Foi obrigada a aplaudir porque viu o esforço, ele deu tudo que tinha. Deu um lançamento para o Ricardo Oliveira que se sai o gol...".

O Santos chegou, com o resultado, a 53 pontos, seis a menos do que o líder Corinthians. O alvinegro volta a campo no próximo sábado, para encarar o São Paulo, em clássico no Pacaembu.

[19:11, 22/10/2017] Leandro:

Esporte