PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Enderson preteriu base do Goiás e já começa ameaçar Meninos da Vila

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

15/09/2014 06h00

O técnico Enderson Moreira, que chegou ao Santos com o perfil de utilizar os jogadores das categorias de base, tradição do clube paulista, tem um passado que coloca em xeque o seu trabalho na Vila Belmiro. Isso porque o treinador já preteriu revelações do Goiás, onde se destacou para o futebol e, inclusive, foi cobrado pelo presidente da época, João Bosco Luz.

Apesar da pressão para escalar os vice-campeões da Copa São Paulo de Futebol Júnior do ano passado pelo Goiás, Enderson não deu sequência para os atletas que subiram ao profissional – casos do meia Liniker, do atacante Erik, dos laterais Mário Sérgio e Clayton Sales, e dos zagueiros Pedro Henrique e Felipe Macedo.

No Santos, Enderson Moreira já começa a preterir os “pratas da casa”. Gabriel Barbosa, principal revelação do clube após a Era Neymar, virou reserva no segundo jogo sob do comando do novo treinador. Mesmo com o status de artilheiro do time em 2014, com 16 gols, e com convocações para as seleções de base, Gabigol perdeu a posição de titular.

Enderson Moreira alega que as negociações para a renovação contratual prejudicam a concentração de Gabriel. A revelação santista tem contrato com o clube até setembro do próximo e já reduziu sua pedida salarial três vezes para renovar o vínculo, mas ainda não recebeu a resposta do Santos.

O UOL Esporte apurou que Gabigol quer receber a metade do salário de Leandro Damião, que ganha pouco mais de R$ 400 mil mensais no Santos.

"O Gabriel tem extrema qualidade, é um bom definidor, tem aquela identificação com o gol, mas, evidente, que como jogador novo ele tem coisas a ganhar para a sua construção profissional. Então, nesse momento, isso atrapalha, ou deve atrapalhar de alguma forma, porque o jogador precisa estar preocupado só com o campo e ele está em formação, tem alguns quesitos a melhorar", disse o treinador.

"Não só com ele que está em evidência, mas tenho conversado muito com outros para que possam estar preparados para as oportunidades. A direção tem mantido as conversas, mas cabe ver os interesses do clube e dele. Evidente que, naturalmente, sei que o Gabriel deseja muito permanecer porque é criado aqui, sabemos de todo o carinho que tem da torcida, toda a atenção que o clube sempre lhe proporcionou. Então, ele tem esse desejo, mas é uma discussão contratual e só as duas partes podem chegar a um denominador comum para os dois lados. Converso, não só com ele, mas com todos os atletas. Estamos sempre passando um detalhe, um caminho", completou.

Além de Gabriel Barbosa, o volante Alison, também convocado com frequência pelo técnico Alexandre Gallo e titular absoluto na passagem de Oswaldo de Oliveira no Santos, tem sua posição ameaçada por Souza.

Caso o time titular do Santos se consolide com Aranha, Cicinho, Edu Dracena, David Braz, Mena; Arouca, Souza, Lucas Lima; Thiago Ribeiro, Leandro Damião e Robinho, o clube do litoral paulista terá apenas o camisa 7 nas escalações iniciais como “prata da casa”.

Enderson Moreira
Enderson Moreira
#dev_albumEmbed010('tagalbum','75274')

Esporte