PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Pendurado, Fabrício pede que Cruzeiro jogue "sem puxar o freio de mão"

Fabrício diz que time tem de esquecer "esse negócio de cartão" e se concentrar na partida - Washington Alves/Vipcomm
Fabrício diz que time tem de esquecer 'esse negócio de cartão' e se concentrar na partida Imagem: Washington Alves/Vipcomm

Guyanne Araújo

Em Belo Horizonte

25/11/2011 09h20

Um dos jogadores ‘pendurados’ com dois cartões amarelos, o volante Fabrício disse que o momento vivido pelo Cruzeiro não permite pensar em se poupar na partida com o Ceará, domingo, às 17h, em Fortaleza, pela 37ª rodada (penúltima) do Campeonato Brasileiro.

O Cruzeiro tem dez jogadores com dois amarelos, dos quais seis devem ser titulares contra o Ceará. Além de Fabrício, estão pendurados o goleiro Fábio, o volante Marquinhos Paraná, o lateral Diego Renan, o meia Montillo e o atacante Anselmo Ramon. Os outros quatros são Roger, Naldo, Gabriel Araújo e Wallyson, que se recupera de lesão e não joga.

“Isso atrapalha bastante, tem me atrapalhado nos últimos jogos, tem que entrar com o freio de mão às vezes meio puxado para evitar uma dividida mais forte, mas chegou a hora que não dá para pensar nisso, aproveitar que o elenco todo está à disposição, temos cinco, seis volantes, temos todos os meias, todos os zagueiros, acho que tem que entrar com a cabeça nesse jogo mesmo como se fosse o último e esquecer esse negócio de cartão”, observou Fabrício.

Ameaçado de rebaixamento, o Cruzeiro enfrenta o Ceará, que também luta para não cair para a Série B. Enquanto o time mineiro ocupa o 16º lugar com 39 pontos, a equipe cearense é a 17º colocada com 38 pontos, a primeira do grupo dos quatro últimos.

Caso tenha jogadores suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o Cruzeiro enfrentar o arquirrival Atlético-MG desfalcado na última rodada do Brasileirão. Para o zagueiro Léo, o time celeste tem de pensar somente na partida com o Ceará.

“É pensar nesse jogo (com o Ceará). Independente do que aconteça no próximo jogo (contra o Atlético), se tiver que tomar um cartão, toma cartão. Se tiver que fazer uma falta, faz uma falta, não importa, principalmente esse jogo, é grande a responsabilidade, muita coisa envolvida e pensar somente nele”, afirmou o zagueiro.

Segundo ele, o Cruzeiro tem chance de se livrar do rebaixamento neste domingo. Se derrotar o Ceará e o Atlético-PR não vencer o América-MG, o time celeste garantirá a permanência na Série A.  

“Na verdade a gente tem que pensar jogo a jogo, esse jogo (contra o Ceará) pode acontecer qualquer coisa, podemos nos livrar já desses problemas, neste final de semana mesmo”, ressaltou Léo.

Esporte