PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Decepcionado, Bottas culpa luz no painel por largada ruim na Hungria

Segundo no grid, finlandês da Mercedes caiu para o sexto lugar na largada - Mark Thompson/Getty Images
Segundo no grid, finlandês da Mercedes caiu para o sexto lugar na largada Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

19/07/2020 12h39

Valtteri Bottas foi o segundo no grid do Grande Prêmio da Hungria e terminou a prova em terceiro lugar. Após a corrida, o finlandês direcionou sua decepção a uma hipotética falha do painel de sua Mercedes na largada.

"Reagi a uma luz no meu painel que disparou, não sei o que era, mas algo mudou no meu painel. Por isso, reagi a isso em vez das luzes de início", justificou Bottas,

A largada ruim significou a perda de quatro posições na primeira curva. Com isso, o finlandês, que começou o GP da Hungria na liderança do Mundial, caiu para sexto e passou boa parte da prova tentando recuperar as primeiras posições. No fim, ainda ameaçou a Red Bull de Max Verstappen, mas não conseguiu tomar do holandês o segundo lugar.

Com tanta mudança nos movimentos previstos antes da corrida, só sobrou decepção para Bottas. "Para ser sincero, foi uma corrida bem ruim para mim. Quando se larga em segundo lugar, obviamente o objetivo é a vitória. Mas eu perdi na largada. Perdi muitas posições, e isso dificultou a corrida", disse ele.

No sábado, Bottas havia falado que justamente a largada seria um fator determinante para a definição da corrida. Por se tratar de um circuito travado, o finlandês declarou que a disputa com Lewis Hamilton na primeira curva poderia definir o vencedor em Hungaroring.

Na tentativa de somar mais uns pontos, Bottas lamentou não ter conseguido encostar em Verstappen a tempo, mesmo após uma troca de pneus que o deixava em vantagem nesse quesito. "Eu estava lutando com Max no fim, mas fiquei sem voltas", acrescentou o piloto da Mercedes, que cruzou a linha de chegada a menos de um segundo de desvantagem para o holandês.

Com o resultado, Bottas perdeu a liderança do campeonato. Ele viu o seu companheiro de Mercedes, o britânico Lewis Hamilton, vencer e fazer a melhor volta. Com isso, o finlandês chegou aos 58 pontos e está cinco atrás de seu principal adversário.

Fórmula 1