PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Lewis Hamilton vence o GP da Hungria e assume liderança do campeonato

GP da Hungria

Do UOL, em São Paulo

19/07/2020 11h49Atualizada em 19/07/2020 16h14

Lewis Hamilton confirmou o favoritismo hoje e venceu o Grande Prêmio da Hungria de Fórmula 1. Largando da pole position, o britânico da Mercedes não foi ameaçado ao longo das 70 voltas da prova e conquistou sua segunda vitória na temporada 2020 — ele também já havia sido o primeiro no Grande Prêmio da Estíria.

O segundo lugar ficou com Max Verstappen, da Red Bull, com Valtteri Bottas, da Mercedes em terceiro. Hamilton ainda registrou a volta mais rápida da corrida. Com o resultado, Hamilton assumiu a liderança do Mundial de pilotos, com 63 pontos — Bottas ficou com 58.

O quarto lugar ficou com Lance Stroll, da Racing Point, que chegou a brigar pelo pódio ao longo de boa parte da prova. Alexander Albon (Red Bull), Sebastian Vettel (Ferrari), Sergio Perez (Racing Point), Daniel Ricciardo (Renault), Kevin Magnussen (Haas) e Carlos Sainz (McLaren) completaram as 10 primeiras posições — o dinamarquês acabou punido após a corrida, perdendo a posição para o espanhol.

Largada ruim para Bottas e Perez

Com a pista úmida, Hamilton conseguiu manter a primeira posição na largada, mas a Mercedes viu Bottas despencar de segundo para sexto. A Racing Point de Lance Stroll aproveitou e ganhou a segunda colocação.

Max Verstappen, que largou em sétimo, pulou para o terceiro lugar. Logo atrás do holandês vinham as Ferrari de Vettel e Leclerc. Quarto no grid com a Racing Point, Sergio Perez também fez uma largada ruim e caiu para sétimo.

Largada GP da Hungria - Mark Thompson/Getty Images - Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Trocas prematuras (e confusão)

Com a incerteza sobre a umidade na pista, os pilotos fizeram as primeiras trocas de pneus logo nas primeiras voltas. Passadas as trocas, Hamilton permaneceu à frente na quinta volta, seguido por Verstappen. As Haas de Kevin Magnussen e Romain Grosjean surpreenderam na janela de trocas e apareciam respectivamente em terceiro e quarto lugares.

Verstappen - Getty Images/Getty Images - Getty Images/Getty Images
Imagem: Getty Images/Getty Images

Ainda nas trocas de pneus, na volta quatro, Nicholas Latifi e Carlos Sainz se envolveram em um incidente. O espanhol da McLaren ia saindo dos boxes quando a Williams liberou o canadense — que, na pressa, atingiu o carro do rival. Pior para Latifi, que sofreu um furo no pneu traseiro esquerdo e acabou rodando.

Ferrari sob ataque

Na abertura da oitava volta, disputando a sexta posição, Bottas tentou tomar a sexta posição de Leclerc. No entanto, o monegasco conseguiu se defender bem, e o finlandês da Mercedes levou a pior: perdeu a tração, viu o rival ir embora e quase foi superado por Vettel, que vinha em oitavo. No fim, Bottas só conseguiu tomar a posição duas voltas depois.

A disputa se repetiu a partir da volta 16, com Alexander Albon ganhando posições e tentando tomar o sétimo lugar de Leclerc. O monegasco defendeu, o tailandês ficou para trás e quase foi superado por Vettel. A Red Bull se recuperou e conseguiu a ultrapassagem na volta 18. Uma volta depois, Leclerc foi ultrapassado por Vettel.

Novas trocas

A partir daí, as posições no pelotão da frente se estabilizaram: Hamilton em primeiro, Verstappen em segundo, Stroll em terceiro. Bottas e Magnussen completavam as cinco primeiras posições.

Na volta 40, após novas trocas, Bottas ocupava o terceiro lugar, à frente do canadense da Racing Point. Daniel Ricciardo, com um bom desempenho da Renault, estava em quinto.

O australiano acabou ficando para trás — melhor para Vettel, que herdou a quinta posição. No entanto, o alemão não conseguia ameaçar quem estava à frente. Stroll, quarto, conseguiu fazer sua troca na volta 53 e voltar à frente do alemão.

Brigas finais

A cinco voltas do fim, Albon colocou em Vettel para disputar o quinto lugar — e conseguiu, já na volta 67, graças a um erro do alemão. Enquanto isso, Bottas emendava voltas rápidas para garantir o ponto pela melhor volta (o que não conseguiu), e ainda encostar no segundo lugar de Verstappen. O finlandês tentou, mas não conseguiu o segundo lugar.

Classificação final:

1º Lewis Hamilton - Mercedes
2º Max Verstappen - Red Bull
3º Valtteri Bottas - Mercedes
4º Lance Stroll - Racing Point
5º Alexander Albon - Red Bull
6º Sebastian Vettel - Ferrari
7º Sergio Pérez - Racing Point
8º Daniel Ricciardo - Renault
9º Carlos Sainz - McLaren
10º Kevin Magnussen - Haas*
11º Charles Leclerc - Ferrari
12º Daniil Kvyat - Alpha Tauri
13º Lando Norris - McLaren
14º Esteban Ocon - Renault
15º Kimi Raikkonen - Alfa Romeo
16º Romain Grosjean - Haas*
17º Antonio Giovinazzi - Alfa Romeo
18º George Russell - Williams
19º Nicholas Latifi - Williams
20º Pierre Gasly - Alpha Tauri

* Punido com 10s adicionados a seu tempo por ter recebido instruções na volta de apresentação.

Fórmula 1