PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

O futuro é agora! Ryan Kainalo arrebenta a porta do circuito mundial

Ryan Kainalo durante etapa do QS em Açores - WSL
Ryan Kainalo durante etapa do QS em Açores Imagem: WSL
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

07/11/2021 22h16

A primeira vez que escrevi sobre ele foi no finalzinho de 2019.

Além de chamar a atenção pelo nome incomum, o garoto tinha acabado de vencer a categoria sub-13 do 'International Open', realizado em Haleiwa, no Havaí. E o texto terminava assim: "Ainda vamos falar e ouvir MUITO deste mini-fenômeno".

Só fui conhecer Ryan Kainalo... e vê-lo surfar ao vivo... no mês passado, durante o 'Rip Curl Grom Search', na piscina da Praia da Grama.

É claro que a performance chamou a atenção. Apesar do alto nível da competição, não precisou muito tempo para ter a certeza que ele seria o campeão da categoria sub-16.

Ryan Kainalo - Sebastian Rojas - Sebastian Rojas
Ryan Kainalo comemora o título do sub-16 na Praia da Grama
Imagem: Sebastian Rojas

Absolutamente solto nas direitas e esquerdas. Parecia fácil. Será que por elas serem tão perfeitas?

Até parece! No minutos depois, Gabriel Medina entrou para uma exibição. E o tricampeão mundial, acredite... deve ter caído nas primeiras seis ou sete ondas.

Ou seja...

Mas não me chamou a atenção só dentro d'água.

Assim que a bateria final terminou - logo após deixar os ombros dos eufóricos amigos que o carregavam - Ryan me deu entrevista com a serenidade de um veterano. De alguém que parecia estar acostumado demais com aquela sensação.

Mas o surfe é um esporte nômade.

O lugar dos competidores é o mundo. E Ryan Kainalo sabe muito bem disso.

Ryan Kainalo - WSL - WSL
Ryan Kainalo, 3º colocado no QS 5000 de Portugal
Imagem: WSL

Enquanto a maioria dos brasileiros esperava pelas etapas de Florianópolis e Saquarema - eventos do QS programados para as próximas duas semanas - o cara foi buscar pontos e dinheiro na Europa.

E não foi um campeonato de grommets, não. Pró mesmo! Daqueles pesados, com status 5 mil da divisão de acesso

Confronto por confronto, foi amassando as ondas de Santa Bárbara, na ilha de São Miguel.

Despachou vários adversários experientes e renomados.

E terminou o 'Azores Airlines Pro' na 3ª posição.

Um baita resultado. Um dos melhores da carreira.

Não consegui falar com ele depois do evento. Mas chego ter a certeza de que ele volta ao Brasil realizado... mas já mega focado no próximo campeonato.

A partir desta quarta-feira, a missão é no 'Layback Pro', na Praia Mole, em Floripa.

A constelação brasileira vai estar por lá, inclusive o campeão mundial Adriano de Souza.

Yago Dora, Caio Ibelli, Miguel Pupo, Wiggolly Dantas e companhia que se cuidem.

A nova geração está aí!

O futuro é AGORA!! E vou falar e escrever MUITO... MUITO... ainda de Ryan Kainalo.

por @thiago_blum / @surf360_

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL