PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Brasil domina a lista dos 16 finalistas da etapa da França de surfe

Melhor brasileiro no ranking do CS, João Chumbinho segue atrás do título na Framça - WSL
Melhor brasileiro no ranking do CS, João Chumbinho segue atrás do título na Framça Imagem: WSL
Conteúdo exclusivo para assinantes
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

22/10/2021 18h36

Resultados inesperados, com campeões americanos e havaianos. Foram assim as duas primeiras etapas "Challenger Series", circuito que vai definir os últimos classificados para a elite do mundial em 2022.

Em Huntington Beach (EUA) e Ribeira D'Ilhas (Portugal), a legião verde e amarelo não passou das quartas de final. Mas agora, na França, parece que o ritmo do nosso time voltou.

Para o fim de semana, só sobraram os 16 classificados para as oitavas de final do "Quiksilver Pro France". Sete são brasileiros.

E ao final do campeonato, o ranking da corrida pelas 12 vagas da divisão de acesso deverá ter alguns deles em destaque.

A etapa de Hossegor sempre é desafiadora. As mudanças do mar de um dia para o outro fazem com que os competidores estejam preparados para vários tipos de condição e equipamento.

Se na quarta-feira (20) foi preciso manobrar rápido e enfrentar o "quebra-coco" pertinho da areia, nesta sexta, com a subida do swell, os atletas encararam ondas maiores, e nem sempre com boa formação.

Alex Ribeiro - WSL - WSL
Precisando de resultado, Alex Ribeiro venceu a bateria e está entre os 16 finalistas
Imagem: WSL

Por isso, não bastou técnica para seguir vivo. A tática contou e muito.

Alex Ribeiro e Jessé Mendes fizeram uso da experiência e venceram suas baterias.

Alex, que disputou o "Championship Tour" neste ano e busca a reclassificação, foi o primeiro a entrar no mar. Com duas notas perto de 7, bateu o holandês Beyrick De Vries, e eliminou o australiano Callum Robson, um dos que chegaram na França entre os 10 melhores na classificação geral.

Jessé fez um duelo "caseiro". Na disputa só de brazucas, ele viu Edgard Groggia passar em segundo e Marcos Correa se despedir do torneio.

Jessé Mendes - WSL - WSL
Jessé Mendes apostou nas esquerdas para vencer a bateria com 3 brasileiros
Imagem: WSL

Novatos, mas já bastante rodados, Samuel Pupo e Mateus Herdy também venceram nas direitas e esquerdas. Ambos deixando pelo caminho surfistas bem mais experientes.

Na bateria de Samuel, o australiano Wade Carmichael, integrante da elite nas últimas temporadas, ficou fora.

Na de Herdy, João Chumbinho passou em segundo e o veterano espanhol Aritz Aranburu foi para o espaço.

A única dobradinha que não rolou em Hossegor foi entre Lucas Silveira e Yago Dora.

Yago era o favorito, mas foi eliminado. Lucas, que já tem um 5º lugar computado no evento da Califórnia, passou em segundo, atrás de Carlos Muñoz, da Costa Rica.

Samuel Pupo - WSL - WSL
Samuel Pupo rasga forte rumo às oitavas de final em Hossegor
Imagem: WSL

O legal do circuito do "Challenger Series" é que, independentemente do que aconteça no fim de semana, os resultados vão bagunçar o ranking masculino.

Pra se ter uma ideia, dos 16 classificados para as oitavas, apenas o japonês Kanoa Igarashi esteve na bolha dos 12 melhores que subiriam para a elite. E detalhe: ele já havia garantido vaga no CT 2022 pelo desempenho neste ano.

João Chumbinho (14º), Samuel Pupo (26º) e Lucas Silveira (28º) no geral têm tudo para invadir a lista pós-França.

Alex Ribeiro (49º), Edgard Groggia (50º), Mateus Herdy (66º) e Jessé Mendes (72º) também vão escalar a classificação.

Vale lembrar que a última chance de pontos será em Haleiwa, no Havaí, no final de novembro.

Mateus Herdy - WSL - WSL
Mateus Herdy também avançou para as oitavas nas ondas francesas
Imagem: WSL

Confira os duelos das oitavas de final que vão rolar neste sábado:

heat 1: Alex Ribeiro x Maxime Huscenot (FRA)

heat 2: Connor O'Leary (AUS) x Beyricj de Vries (HOL)

heat 3: Jessé Mendes x Lucca Mesinas (PER)

heat 4: Kanoa Igarashi (JAP) x Edgard Groggia

heat 5: Carlos Munoz (CRC) x João Chumbinho

heat 6: Mateus Herdy x Lucas Silveira

heat 7: Samuel Pupo x Michel Bourez (TAH)

heat 8: Frederico Morais (POR) x Jordan Lawler (AUS)

Lucas Silveira - WSL - WSL
Lucas Silveira segue no evento e vai somar o 2º resultado para o ranking do Challenger Series
Imagem: WSL

O caminho das meninas até a decisão está mais curto. Neste sábado, elas caem no mar já pelas quartas de final.

heat 1: Sawyer Lindblad (EUA x Dimity Stoyle (AUS)

heat 2: Alyssa Spencer (EUA) x Brisa Hennessy (CRC)

heat 3: Molly Picklum (AUS) x India Robinson (AUS)

heat 4: Vahine Fierro (FRA) x Caitlin Simmers (EUA)

por @thiago_blum / @surf360_