PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rodolfo Rodrigues: Corinthians pode ter 2º maior jejum contra o Palmeiras

Cantillo em ação pelo Corinthians, contra o Palmeiras, pelo Brasileirão - Rodrigo coca / Ag. Corinthians
Cantillo em ação pelo Corinthians, contra o Palmeiras, pelo Brasileirão Imagem: Rodrigo coca / Ag. Corinthians
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

25/09/2021 04h00

Corinthians e Palmeiras se enfrentam neste sábado (25) pela 22ª rodada do Brasileirão 2021 na Neo Química Arena num clássico que não chega a ser decisivo, mas que pode, como sempre, dar um novo ânimo ou uma boa desestabilizada.

Do lado corintiano, a vitória será importante para deixar o clube vivo na briga pelo G4 do Brasileirão, para encerrar o jejum de 7 jogos sem vitória e deixar ainda uma pilha de nervos o rival que vai decidir uma vaga para a final da Libertadores na próxima terça-feira (28) contra o Atlético-MG, no Mineirão.

O Palmeiras, que defende esse tabu, pode alcançar a 2ª maior sequência sem derrota para o rival na história do Derby Paulista, desde 1917. Até hoje, apenas a sequência de 12 jogos sem derrota entre 1930 e 1934 é maior que a atual. Sem perder há 7 jogos, desde 2020, o Palmeiras tem 3 vitórias e 4 empates nos últimos clássicos. Entre 1997 e 1999, o Palmeiras ficou 8 jogos sem derrota para o rival. Já entre 1969 e 1970 e entre 2007 e 2009, ficou também 7 jogos sem derrota no Derby.

No Corinthians, as maiores sequências sem derrota para o Palmeiras são de 10 jogos, entre 1948 e 1951, entre 1970 e 1973 e entre 2015 e 2021. Já entre 1952 e 1954, o Alvinegro ficou 9 jogos sem perder para o rival.

Em 2020, o Corinthians chegou a passar o Palmeiras no número vitórias no Derby. Mas após o último triunfo, em julho de 2020, o Palmeiras venceu mais três vezes e retomou a vantagem histórica, tendo agora 130 vitórias contra 128 do Corinthians em 370 jogos.

Para esse clássico, o técnico Sylvinho deverá escalar pela primeira vez os recém-contratados Willian, Roger Guedes, Giuliano e Renato Augusto juntos como titulares. O único desfalque entre os titulares é o volante Gabriel, expulso no último jogo contra o América. Já o Palmeiras, que briga também pelo título do Brasileirão, deverá ir com força máxima.

Promessa de um clássico quente e disputado e com as equipes evitando ao máximo a derrota. Muito por causa disso, aposto num empate, que até certo ponto é mais favorável ao Palmeiras.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL