PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

Herói do Palmeiras, Breno fez o gol mais tardio numa final de Libertadores

O momento do gol de Breno Lopes, que deu o título da Libertadores para o Palmeiras - Cesar Greco/Palmeiras
O momento do gol de Breno Lopes, que deu o título da Libertadores para o Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Palmeiras
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

01/02/2021 04h00

Herói do título do Palmeiras da Copa Libertadores de 2020, o atacante Breno Lopes entrou para a história da competição também por anotar o gol mais tardio em uma final desde 1960.

Depois de receber o cruzamento milimétrico de Rony, o improvável protagonista ganhou a disputa do jogo aéreo com Pará e cabeceou para marcar o gol em cima do goleiro John aos 53 minutos e 29 segundos do 2º tempo.

Em uma final, o recorde anterior em uma partida de 90 minutos (sem contar a prorrogação), era do zagueiro Rolando Schiavi, do Boca Juniors, também numa final contra o Santos. Em 2003, ele fez o gol da vitória por 3 x 1 no Morumbi aos 49 minutos e 33 segundos. O gol, porém, não foi o decisivo, já que o Boca já era campeão com o 2 x 1.

Entre os gols que deram títulos nos minutos finais, o gol de Breno superou também o de Gabigol de 2019, aos 47 minutos do 2º tempo contra o River Plate-ARG. Naquela decisão, o atacante do Flamengo havia empatado o jogo aos 43 minutos e em seguida fez o gol da virada e do título rubro-negro.

Outro brasileiro que fez um gol de título no finalzinho foi o ex-atacante Joãozinho, do Cruzeiro, em 1976. No jogo desempate contra o River Plate, ele marcou o gol da vitória por 3 x 2 aos 43 minutos do 2º tempo. César, do Grêmio, em 1983, fez o gol do título sobre o Peñarol-URU aos 31 minutos do 2º tempo. Já Elivélton, do Cruzeiro, marcou aos 31 minutos do 2º tempo também no título do Cruzeiro sobre o Sporting Cristal em 1997.

Em prorrogações, o gol de título mais tardio foi o do ex-atacante uruguaio Diego Aguirre (hoje treinador), que fez o gol do Penãrol-URU na vitória sobre o América de Cali-COL por 1 x 0, na final de 1987.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)