PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

Pelo Santos, Cuca vai brigar por seu segundo título da Libertadores

Campeão da Libertadores de 2013 pelo Atlético-MG, Cuca vai brigar pelo bi com o Santos - Marcelo Endelli/Getty Images
Campeão da Libertadores de 2013 pelo Atlético-MG, Cuca vai brigar pelo bi com o Santos Imagem: Marcelo Endelli/Getty Images
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do Uol

13/01/2021 21h14

Campeão pelo Atlético-MG em 2013, o técnico Cuca volta à decisão da Copa Libertadores, desta vez com o Santos, e vai brigar pelo seu segundo título na competição.

Segundo técnico com mais finais da Libertadores nos últimos 10 anos, atrás apenas Marcelo Gallardo, três vezes finalista com o River Plate (2015, 2018 e 2019), Cuca vai para sua segunda final em 7 edições disputadas. Semifinalista com o São Paulo em 2004, Cuca caiu nas oitavas de final três vezes (Cruzeiro em 2011, Palmeiras em 2017 e Santos em 2018). Já em 2016, foi eliminado na primeira fase com o Palmeiras.

Com a vitória desta quarta-feira sobre o Boca Juniors, Cuca chegou a 32 vitórias em 52 jogos na Libertadores. Com mais 9 empates e 11 derrotas, Cuca tem um bom aproveitamento de 67,3% na competição.

Sexto técnico brasileiro com mais vitórias no torneio (32), Cuca está atrás apenas de Renato Gaúcho (42), Luiz Felipe Scolari (41), Muricy Ramalho (37), Tite (36) e Vanderlei Luxemburgo (36).

Com essa segunda final, Cuca entra no grupo também dos técnicos brasileiros com mais decisões disputadas na história da Libertadores. Veja a lista:

Técnicos brasileiros com mais finais de Libertadores (1960-2020):
3 - Telê Santana (2 títulos)
3 - Zezé Moreira (1 título)
3 - Luiz Felipe Scolari (2 títulos)
2 - Paulo Autuori (2 títulos)
2 - Renato Gaúcho (1 título)
2 - Lula (2 títulos)
2 - Antônio Lopes (1 título)
2 - Muricy Ramalho (1 título)
2 - Cuca (1 título)

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

Errata: o texto foi atualizado
Marcelo Gallardo foi finalista da Libertadores pelo River Plate em 2015 e não em 2016.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.