PUBLICIDADE
Topo

São Paulo venceu apenas uma vez na Argentina pela Libertadores

Amoroso marcou um dos gols da vitória do São Paulo sobre o River Plate na Argentina em 2005 - Reprodução/SPFC
Amoroso marcou um dos gols da vitória do São Paulo sobre o River Plate na Argentina em 2005 Imagem: Reprodução/SPFC
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

29/09/2020 17h27

O São Paulo terá uma difícil missão na Libertadores nesta quarta-feira (30), quando enfrentará o River Plate, em Buenos Aires, não podendo perder para não ser eliminado da competição. Precisando de uma vitória, para poder garantir a vaga para as oitavas de final na última rodada diante do Binacional no Morumbi, o tricolor tentará acabar com um jejum de 15 anos sem vitória na Argentina.

Para piorar, o São Paulo carrega um péssimo retrospecto na Libertadores no país vizinho. Desde o seu primeiro jogo lá, em 1972, quando perdeu para o Independiente, o tricolor disputou 13 jogos, perdeu 10, empatou dois e venceu apenas um, justamente contra o River. Em 2005, na semifinal, o São Paulo garantiu a vaga para a final com uma vitória por 3 x 2, com gols de Danilo, Amoroso e Fabão.

Curiosamente, o atual técnico do River, Marcelo Gallardo, era o camisa 10 do time argentino naquela partida. E apesar de ter um desempenho ruim na Argentina, o São Paulo ainda não perdeu para o River Plate lá pela Libertadores. Em 2016, na fase de grupos, os times empataram por 1 x 1, com um gol de Ganso para o tricolor paulista.

São Paulo jogando na Argentina pela Libertadores (12,8% aproveitamento):
0 x 2 Independiente (1972) - Semifinal
0 x 2 Independiente (1974) - Final
0 x 1 Newell's Old Boys (1992) - Final
0 x 2 Newell's Old Boys (1993) - Oitavas
0 x 1 Vélez Sarsfield (1994) - Final
0 x 1 Rosario Central (2004) - Oitavas

2 x 2 Quilmes (2005) - 1ª fase
3 x 2 River Plate (2005) - semifinal
0 x 1 Estudiantes (2006) - Quartas
1 x 2 Arsenal (2013) - 1ª fase
0 x 1 San Lorenzo (2015) - 1ª fase

1 x 1 River Plate (2016) - 1ª fase
0 x 2 Talleres (2019) - Preliminar 2

Clube brasileiro com o pior desempenho como visitante na Libertadores diante de times estrangeiros (entre aqueles com pelo menos 10 jogos), o São Paulo vive um fase ruim jogando fora de casa na competição. Com as duas derrotas em 2002 (para o Binacional e para a LDU Quito), o tricolor aumentou para 11 o seu jejum de jogos sem vitória como visitante na Libertadores. Sua última vitória fora foi em 2015, quando venceu o Danúbio-URU por 2 x 1.

Contra times argentinos, contando todas as competições sul-americanas, o São Paulo disputou 33 jogos na Argentina, com 22 derrotas, 8 empates e 3 vitórias (ganhou do Boca Juniors na Supercopa de 1995 e o Colón na Sul-Americana de 2018). Entre os brasileiros, o São Paulo é um dos times com pior desempenho na Argentina também na Libertadores:

Brasileiros com mais vitórias na Argentina em Libertadores (1960-2020):
5 Grêmio (14 j)
4 Santos (8 j)
4 Cruzeiro (20 j)
3 Fluminense (8 j)
3 Palmeiras (16 j)
2 Corinthians (8 j)
1 Paysandu (1 j)
1 Athletico-PR (4 j)
1 Flamengo (5 j)
1 Internacional (5 j)
1 Atlético-MG (6 j)
1 São Paulo (13 j)
0 Bahia (1 j)
0 Chapecoense (1 j)
0 Coritiba (1 j)
0 Guarani (1 j)
0 Paulista (1 j)
0 São Caetano (1 j)
0 Botafogo (2 j)
0 Goiás (2 j)
0 Vasco (6 j)

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que informado anteriormente, o São Paulo perdeu do Independiente em 1972 na semifinal da Libertadores e não na primeira fase. O erro foi corrigido.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.