PUBLICIDADE
Topo

São Paulo é o brasileiro com pior desempenho fora do país na Libertadores

Martinez Borja disputa bola com Diego Souza na vitória da LDU sobre São Paulo por 4 x 2 em Quito pela Libertadores - José Jácome-Pool/Getty Images
Martinez Borja disputa bola com Diego Souza na vitória da LDU sobre São Paulo por 4 x 2 em Quito pela Libertadores Imagem: José Jácome-Pool/Getty Images
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

24/09/2020 04h00

Tricampeão e clube brasileiro que mais chegou em finais da Libertadores, o São Paulo sempre mostrou uma força na competição sul-americana. Nos últimos anos, porém, isso tem ficado para trás, muito por conta do fraco desempenho do time como visitante. Especialmente fora do país, onde tem o pior aproveitamento de pontos entre os clubes brasileiros que mais disputaram o torneio - apenas 36,6%.

Nos últimos 20 jogos, desde 2010, o São Paulo só venceu uma partida como visitante na Libertadores. Nas demais, perdeu 15 e empatou 4. Sua última vitória foi contra o Danúbio, do Uruguai, em 2015. Desde então, soma 11 partidas sem ganhar fora de casa, repetindo sua pior série se vitórias como visitante no torneio, entre 1992 e 1994.

A derrota para a LDU Quito foi ainda a sexta seguida do time do Morumbi como visitante nos últimos jogos. Nessa atual edição, o time conseguiu perder para o fraco Binacional do Peru, goleado na terça-feira (22) pelo River Plate por 6 x 0 em casa. O time peruano, que levou 18 gols em 4 jogos, marcou apenas 2, ambos contra o São Paulo.

Time brasileiro com mais derrotas consecutivas fora de casa — 8 entre 2010 e 2015 —, o São Paulo tem agora 6 derrotas seguidas e terá pela frente o River Plate em Buenos Aires, no dia 30, podendo ser eliminado em caso de derrota.

No geral, como visitante, contando confrontos contra times brasileiros, o São Paulo em apenas 22 vitórias em 94 jogos, 30 empates e 42 derrotas, com um aproveitamento de 34% dos pontos. Fora do Brasil, são 71 jogos, 19 vitórias, 21 empates e 31 derrotas (36,6% de aproveitamento).

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.