PUBLICIDADE
Topo

Gabriel Vaquer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Maior vencedor do vôlei brasileiro, Serginho Escadinha assina com a Globo

Sérgio Escadinha, líbero da seleção brasileira de vôlei, beija a medalha de ouro conquista na Olimpíada de Atenas, em 2004 - Adam Pretty/Getty Images
Sérgio Escadinha, líbero da seleção brasileira de vôlei, beija a medalha de ouro conquista na Olimpíada de Atenas, em 2004 Imagem: Adam Pretty/Getty Images
Gabriel Vaquer

Gabriel Vaquer cobre mídia esportiva desde 2014. No UOL Esporte, conta detalhes do evento onde seu time joga e onde seu profissional de TV esportiva favorito vai trabalhar.

Colunista do UOL

22/05/2021 16h58

Considerado o maior vencedor do vôlei masculino brasileiro, o ex-líbero Serginho Escadinha é o novo contratado da Globo. Medalhista de ouro em Atenas- 2004 e Rio-2016 e prata em Pequim-2008 e Londres-2012, Serginho será comentarista do vôlei masculino na Olimpíada de Tóquio, que acontece entre julho e agosto e terá transmissão exclusiva da emissora em TV aberta.

A informação foi confirmada pela Globo para a coluna. Serginho deverá ser anunciado oficialmente na semana que vem. Será sua primeira experiência na televisão. Ele se junta ao time de comentaristas de vôlei da Globo, que já conta com Fabi, Nalbert, Carlão, Tande e Marco Freitas.

Sérgio Dutra Santos tem 45 anos se aposentou no ano passado após uma vitoriosa carreira. É tido como o melhor líbero da história do vôlei, por causa de suas defesas difíceis e passes precisos. Em 2009 foi eleito o MVP (melhor jogador) da Liga Mundial, tornando-se o único líbero da história a ter conquistado essa posição.

Serginho também é o único homem da história a disputar quatro finais olímpicas consecutivas entre 2004 e 2016 (entre as mulheres a soviética Inna Ryskal também tem este feito entre 1964 e 1976). Por causa disto, é considerado o maior vencedor do esporte no Brasil, entre homens e mulheres.

A Globo promete exibir 200 horas de Jogos Olímpicos de Tóquio na TV aberta. Ao todo, serão 50 enviados para o Japão - apenas repórteres e produtores, com narradores e comentaristas ficando no Brasil. O evento terá cobertura ampla também no SporTV, que terá quatro canais lineares e 45 sinais na internet para exibir eventos. Fora do Grupo Globo, apenas o BandSports exibirá os Jogos.