PUBLICIDADE
Topo

Gabriel Vaquer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Última final de Copa do Brasil aos domingos tentou barrar sucesso de Gugu

Gugu Liberato recebeu Marcelinho Carioca no Domingo Legal, em 2001: programa fez final da Copa do Brasil acontecer nos domingos pela última vez - Moacyr dos Santos/SBT
Gugu Liberato recebeu Marcelinho Carioca no Domingo Legal, em 2001: programa fez final da Copa do Brasil acontecer nos domingos pela última vez Imagem: Moacyr dos Santos/SBT
Gabriel Vaquer

Gabriel Vaquer cobre mídia esportiva desde 2014. No UOL Esporte, conta detalhes do evento onde seu time joga e onde seu profissional de TV esportiva favorito vai trabalhar.

28/02/2021 04h00

Neste domingo (28), Palmeiras e Grêmio disputam o primeiro jogo da final da Copa do Brasil de 2020. A decisão do torneio realizada em um domingo foi a saída encontrada pela CBF para a falta de datas disponíveis em um calendário lotado por causa da pandemia do novo coronavírus. A última vez em que o torneio de mata-matas foi decidido em dois domingos seguidos foi em 2001. Desta vez, sem motivo esportivo. Na época, a Globo mirava Gugu Liberato (1959-2019), então apresentador do "Domingo Legal" no SBT.

Em 2000, Gugu emplacou 30 vitórias consecutivas contra Fausto Silva e a Globo no Ibope. Os índices eram cada vez mais elevados por causa de um achado do apresentador: o jornalismo. O "Domingo Legal" percebeu uma demanda do público por conteúdos mais noticiosos aos domingos. Com reportagens especiais sobre o tema da semana ou com fatos quentes, como rebeliões, Gugu chegou a ultrapassar a marca de 40 pontos de audiência na Grande São Paulo.

Além de vencer os programas de Xuxa e Faustão, o apresentador começou a incomodar o "Fantástico". Por diversos dias, Gugu empatava nos números com a revista eletrônica então apresentada por Pedro Bial e Glória Maria —esse fato ligou de vez o sinal de alerta na Globo. A emissora decidiu, então, começar a testar jogos de futebol nas tardes de domingo, algo que não tinha dado certo durante os anos 90.

A primeira tentativa foi com as finais dos campeonatos Estaduais de 2001. Em 27 de maio de 2001, Xuxa e Faustão repercutiram as decisões regionais. A apresentadora, inclusive, sobrevoou o Maracanã como se fosse uma repórter aérea para exibir torcedores de Flamengo e Vasco chegando ao estádio. Após a vitória por 3 a 1, com direito ao clássico gol de Petkovic no ângulo, Xuxa —torcedora declarada do Rubro-Negro— comemorou no palco o título flamenguista.

Nos números, as finais estaduais ajudaram a Globo a derrotar o "Domingo Legal" pela primeira vez naquele ano. Das 15h45 às 21h03, a Globo ficou com 28 pontos de audiência contra 23 do SBT. Mas Gugu ainda era uma ameaça porque, após a bola parar de rolar, o público sempre mudava de canal e o apresentador do SBT dava uma goleada —principalmente em Faustão. No ano inteiro de 2001, Gugu venceu 50 dos 52 confrontos diretos contra o "Domingão do Faustão".

Por causa disto, a Globo solicitou à CBF que as finais da Copa do Brasil de 2001 entre Corinthians e Grêmio fossem disputadas em dois domingos, a partir das 15h. O resultado foi muito bom. Na vitória por 3 a 1 do time gaúcho sobre o Timão no dia 17 de junho de 2001, a Globo conseguiu 38 pontos de média com 66 % de participação —66 de cada 100 TVs ligadas em São Paulo estavam sintonizadas na partida. O "Domingo Legal" ficou abaixo dos 15 pontos. Foi a maior diferença que a Globo conseguiu naquele ano para Gugu aos domingos. Como curiosidade, a RedeTV! também mostrou o jogo da final e conseguiu 3 pontos de média.

Com isso, a Globo percebeu que precisava de futebol aos domingos, o que acontece até hoje. Palmeiras x Grêmio será a grande atração do futebol da Globo após o Brasileirão. A emissora fica até o fim deste mês de março sem jogos nas noites de quarta-feira por considerar que os Estaduais não possuem mais o mesmo apelo de antigamente.