PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atleta passa mal e deixa São Silvestre de maca; técnico culpa desidratação

Sara Makera é atendida de maca após passar mal na São Silvestre 2013 - Marcelo Machado de Melo / Fotoarena
Sara Makera é atendida de maca após passar mal na São Silvestre 2013 Imagem: Marcelo Machado de Melo / Fotoarena

Luiza Oliveira

Do UOL, em São Paulo

31/12/2013 11h55

Sara Makera terminou a São Silvestre na quarta posição, mas não teve vida fácil durante a prova. A atleta da Tanzânia chegou desidratada, precisou ser retirada de maca e tomou soro e glicose para se recuperar após a corrida. Na hora de subir no pódio, necessitou inclusive de cadeira de rodas.

O técnico de Sara, o brasileiro Moacir Marcone, mais conhecido como Coquinho, disse que a preparação de sua atleta ficou abaixo das rivais quenianas e lamentou a falta de força de Sara. “Ela tem 38 quilos, não possui reservas. Precisou extrair um dente do siso há cerca de três semanas, por isso teve que ficar afastada para se recuperar”, afirmou Marcone.

A atleta chegou em novembro ao Brasil, enquanto suas principais adversárias ficaram na África, treinando na altitude. Segundo o técnico, isso prejudicou o desempenho de Sara na corrida desta terça-feira. “Em um mês, ela perdeu tudo o que tinha conquistado. Ela precisava de um treino de resistência maior”.

A queniana Nancy Kipron conquistou a prova feminina da São Silvestre. A melhor brasileira foi Sueli Pereira da Silva, que terminou na sexta posição. Completaram as três primeiras colocadas a etíope Kebede Gudeta e Jackeline Juma, da Tanzânia.

Esporte