PUBLICIDADE
Topo
Desigualdade

Desigualdade

Restaurantes nos EUA oferecem refeições pré-pagas para quem tem fome

A parede com os recibos pré-pagos do Hi-Way Cafe - Divulgação
A parede com os recibos pré-pagos do Hi-Way Cafe Imagem: Divulgação

Carolina Vellei

Colaboração para Ecoa, de São Paulo

22/05/2021 06h00

Desde o início de fevereiro de 2021, restaurantes no estado americano de Oklahoma estão oferecendo refeições gratuitas a quem precisa por meio de recibos pré-pagos. Os recibos são colocados em paredes pelos clientes que pagaram com antecedência, ficando à disposição de quem está com fome.

Quem precisar do alimento pode escolher um prato entre os que estiverem disponíveis, sentar-se à mesa e fazer o pedido para um dos atendentes do local, com a promessa de não serem julgados nem questionados.

A ideia foi de Sandye Williams, gerente assistente de um supermercado da cidade de Miami, em Oklahoma (diferentemente da Miami da Flórida, esta é pronunciada "Maiãma"). Um dia, ela se lembrou de uma reportagem que viu em 2019 sobre um restaurante no Arkansas que pedia para que seus clientes comprassem refeições para os necessitados e colocassem os recibos na parede.

Vendo as dificuldades financeiras que as pessoas em sua cidade estavam passando durante a pandemia, ela resolveu marcar a proprietária de um de seus restaurantes favoritos em uma postagem sobre o assunto no Facebook. No texto, dizia: "Olhe para isso. Eu pagaria por uma refeição uma vez por semana".

A proprietária, Jennifer White, gostou da ideia e ficou interessada em ajudar. "Quero que as pessoas da minha comunidade sejam alimentadas, tenham ou não dinheiro para uma refeição", contou ela ao jornal "The Washington Post".

Jennifer, então, colocou uma placa perto da entrada convidando seus clientes a comprar refeições antecipadas e fixar os recibos na parede do café, chamado The Dawg House. O prefeito de Miami, que regularmente aparece para almoçar ali, foi o primeiro a comprar uma refeição extra, de acordo com ela. A iniciativa fez sucesso e logo mais pessoas decidiram contribuir.

Ajuda para quem tem fome

Parede com recibos do The Dawg House - Divulgação - Divulgação
Parede com recibos do The Dawg House
Imagem: Divulgação

Jennifer se lembra com carinho de um casal e suas quatro filhas, que puderam fazer uma refeição no local graças aos recibos pré-pagos. "Eles eram amáveis e estavam muito agradecidos. Pareciam ter passado por muita coisa", diz. Ela ficou feliz em ver que, por cerca de uma hora e meia, eles puderam se sentar para fazer uma refeição, se divertir e rir, sem se preocupar com o quanto estavam tendo que gastar.

Devido às regras que exigem o distanciamento social entre as pessoas, o restaurante tem funcionado com apenas oito mesas e, mesmo assim, já conseguiu receber mais de 600 refeições doadas por seus clientes. "Isso diz muito sobre como nossa comunidade é incrível", revela a dona do The Dawg House.

Em uma postagem na internet, os administradores do restaurante agradeceram às pessoas que apoiaram a ideia. "A quantidade de apoio que vimos para a nossa parede de refeição gratuita é impressionante", dizia o texto.

Dispostos a fazer com que a ideia não se limite às mesas do local, o estabelecimento decidiu dar um passo a mais na corrente do bem. Ao final de cada mês, as refeições que sobram no mural são preparadas e entregues a diferentes instituições que lutam no combate à fome. "Queremos ter certeza de que essas refeições cheguem às pessoas em nossa cidade que mais precisam", explicam.

Solidariedade e respeito ao próximo

O conceito de parede de doação se espalhou pelas cidades vizinhas e chegou também à pequena Vinita, um município com pouco mais de 5 mil moradores. No mês de abril, o restaurante The Hi-Way Cafe, localizado na histórica Rota 66, que cruza a cidade, celebrou o fato de ter servido 100 pessoas graças à parede de doações.

Em sua página no Facebook, seus donos agradeceram a todos que divulgaram a ideia e aos que contribuíram diretamente para que essa iniciativa prosperasse. "Tem sido uma grande bênção para todos os envolvidos", escreveram.

Fachada do Hi-Way Cafe - Divulgação - Divulgação
Fachada do Hi-Way Cafe
Imagem: Divulgação

Beth Hilburn, que administra o Café Hi-Way, contou ao jornal The Washington Post que costuma convidar seus clientes a comprar algo extra do cardápio, como uma fatia de torta ou um cheeseburger, e postar sua contribuição abaixo de uma placa que ela imprimiu, com a seguinte mensagem: "Se você está com fome ou conhece alguém que está... Esses pedidos foram pagos antecipadamente por clientes anteriores".

Quem usa um recibo da parede é um cliente como qualquer outro e recebe um tratamento igualmente respeitoso, explica Beth. "É uma maneira discreta de alguém conseguir uma boa refeição sem se sentir envergonhado", acredita. "Já ouvi pessoas me dizerem que esta é a primeira vez em muito tempo que conseguem fazer uma refeição em um restaurante. Portanto, ainda há muito sofrimento e dificuldade por aí."

Desigualdade