PUBLICIDADE
Topo

Médico cria canal para ajudar idosos a esclarecer dúvidas sobre a covid-19

Com o avanço da pandemia do coronavírus, os idosos passaram a ter muitas dúvidas sobre a covid-19 e o Duv.idoso quer ajudá-los com as respostas - SOPA Images / LightRocket via Getty Images
Com o avanço da pandemia do coronavírus, os idosos passaram a ter muitas dúvidas sobre a covid-19 e o Duv.idoso quer ajudá-los com as respostas Imagem: SOPA Images / LightRocket via Getty Images

Gloria Maria

Colaboração para o Ecoa, em São Paulo

22/04/2021 06h00

Em março do ano passado, o médico geriatra João Paulo Nogueira Ribeiro, 45 anos, de São Paulo, recebeu muitas mensagens e ligações dos pacientes com dúvidas sobre o coronavírus e a covid-19. Dúvidas que iam desde como higienizar o alimento, se o vírus ficava viável em uma superfície, até se os animais domésticos podiam transmitir.

Eram tantas questões que ele resolveu dar início a um canal, um website, para informar a população idosa. "As notícias estavam mudando com muita velocidade e eu percebi que a população idosa ficou desassistida. Com isso, resolvi criar esse canal para informar com qualidade e credibilidade," diz Ribeiro.

O médico conta com o apoio de amigos geriatras e gerontólogos, que se reúnem periodicamente para ler as dúvidas prioritárias e se organizarem para divulgar as respostas. O website funciona com um formulário, no qual se coloca o e-mail e a pergunta que se quer fazer. Depois de enviado, o canal Duv.idoso entra em contato com o paciente.

Ao longo do tempo, os médicos perceberam que muitas dúvidas se repetiam, foi quando montaram uma área no site com as principais delas compiladas e suas respectivas respostas. Com o tempo, o canal foi ganhando visibilidade e hoje conta com o apoio da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), que tem fortalecido a divulgação. Ele também foi ampliado pensando em outras editorias, para além da covid-19, e já há publicações sobre hipertensão, diabetes e saúde em geral.

Ribeiro comenta que o Duv.idoso tem um impacto na vida dos idosos porque a informação tem uma curadoria profissional, ética e especializada na área da saúde, o que traz confiança. Eles recebem várias perguntas por dia, em média há 4 ou 5 inéditas, e as respostas são consolidadas em artigos publicados no site.

O médico diz que o sentimento por essa ação é de satisfação. Ele conta que quando estava cursando medicina perdeu o pai para o câncer, o que o sensibilizou para ajudar e facilitar às pessoas o acesso à saúde. "Eu me sinto no dever de diminuir essa distância entre o sistema de saúde e os leigos,"

A principal maneira de fortalecer o canal Duv.idoso é divulgando para que mais pessoas tenham acesso e sejam instruídas. A dúvida de uma pessoa pode levar a informação a várias outras.

Para conhecer mais e mandar a sua pergunta

www.duvidoso.com.br
https://www.instagram.com/duv.idoso/