PUBLICIDADE
Topo

Placa delete: por que moda polêmica pode trazer problemas ao motorista

Reprodução
Imagem: Reprodução

Julio Cabral

Do UOL, em São Paulo

28/06/2022 04h00Atualizada em 08/08/2022 09h38

Seu carro ficaria mais charmoso e com visual limpo caso você deletasse a placa dianteira? A resposta pode ser "sim", mas a verdade é que isso seria uma infração. Rodar sem a placa frontal é permitido apenas para motos e triciclos. Embora seja encontrado facilmente em sites de vendas, será que o recurso de fixar e tirar a identificação vai contra ao disposto da resolução do Contran sobre o assunto?

Chamada de placa delete, ela possui parafusos e uma moldura para a placa, como também pode usar imãs bem fortes e prendê-la por magnetismo, embora seja uma forma menos eficaz. Há um ponto: a placa tem que estar bem fixada - então buracos, chuva e pontos alagados requerem atenção.

Consultada pelo UOL Carros, a Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), órgão ligado ao Ministério da Infraestrutura, afirma que não há normativo que trate da forma como as placas devem ser fixadas, usando ou não parafusos.

"De acordo com o anexo I da Resolução Contran nº 969, de 20 de junho de 2022, que dispõe sobre o sistema de Placas de Identificação de Veículos (PIV) registrados no território nacional, a PIV deve ser afixada no habitáculo original do veículo em primeiro plano, na extremidade traseira e dianteira, em posição vertical, sem qualquer tipo de obstrução à sua visibilidade e legibilidade e deve ser fixada por elementos de fixação (parafusos, rebites, e similares.) em no mínimo dois pontos destinados a este fim".

Ou seja, você pode fixar a placa de uma maneira alternativa. O que não pode é ter problemas com a fixação e a placa cair. As multas por problemas na identificação de veículos são fartas e podem causar a apreensão do seu automóvel. Isso seria permitido apenas em eventos, encontros de entusiastas ou uma sessão de fotos, para citar alguns exemplos. Mas se o motorista se empolgar e resolver andar em vias públicas, vai ter problemas.

Placa delete permite tirar a placa mais facilmente - Reprodução/Mercado Livre - Reprodução/Mercado Livre
Placa delete permite tirar a placa mais facilmente
Imagem: Reprodução/Mercado Livre

De acordo com o Detran-SP, entre janeiro e maio deste ano, 4.900 multas foram aplicadas no Estado de São Paulo para motoristas flagrados conduzindo veículos sem qualquer uma das placas de identificação. Nos 12 meses do ano passado, foram 6.583 registros. Os dados são somente de multas aplicadas pela entidade. Não há o quantitativo referente a outros órgãos de trânsito.

É importante lembrar que, conforme artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro, conduzir veículo automotor sem uma ou qualquer uma das suas placas de identificação caracteriza infração de natureza gravíssima, com pagamento de multa no valor de R$ 293,47.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.