PUBLICIDADE
Topo

Cuspidas e puxões: Mulher fura fila para abastecer, e treta viraliza

Briga em posto de gasolina na Carolina do Norte teve cenas lamentáveis - Reprodução/Instagram /shaaddeez
Briga em posto de gasolina na Carolina do Norte teve cenas lamentáveis Imagem: Reprodução/Instagram /shaaddeez

Colaboração para o UOL, em São Paulo

13/05/2021 12h03Atualizada em 13/05/2021 12h03

Uma briga em um posto de gasolina no estado da Carolina do Norte, Estados Unidos, viralizou nas redes sociais. A confusão teve início quando uma motorista tentou furar a fila de abastecimento e enfureceu quem estava esperando.

Devido a um ataque de hackers na maior empresa de oleodutos dos EUA, no dia 7, alguns estados norte-americanos estão sofrendo com escassez de gasolina, fazendo com que moradores enfrentem filas enormes para abastecer seus veículos.

O conflito acalorado rendeu agressões físicas no posto de Marathon em Knightdale, durante a tarde de terça-feira . Um homem responsável por gravar e compartilhar a filmagem relatou o ocorrido ao site WRAL.

Sem ser identificado, o rapaz afirmou que a mulher furou a fila na tentativa de abastecer seu carro. Ao perceber o ocorrido, um homem saiu de se automóvel e começou a trocar tapas, socos e cusparadas com a fura-fila. Os envolvidos na briga foram identificados como Alexus Orianna Harris, de 25 anos, e Matthew James-stark Artero, de 47. Ambos foram acusados de agressão simples e danos materiais.

O alvoroço foi impulsionado pelo temor da falta de gasolina na região, que de fato foi uma das mais afetadas pelo ataque ao Pipeline Colonial. Ainda assim, Jennifer Granholm, secretária de Energia dos Estados Unidos, alegou que "não deveria haver motivo para acumular gasolina, especialmente considerando o fato de que o gasoduto deveria estar substancialmente operacional até no final desta semana e no fim de semana".

Na tarde da quarta-feira (12), os serviços do oleoduto tinham se regularizado, apesar de levar alguns dias para que o abastecimento seja totalmente restaurado em algumas cidades.