PUBLICIDADE
Topo

Tempestade tropical gera impasse em fatiamento de navio com 4 mil carros

Navio Golden Ray na costa da Geórgia - Tyler Jones/Depto de Recursos Naturais da Geórgia
Navio Golden Ray na costa da Geórgia Imagem: Tyler Jones/Depto de Recursos Naturais da Geórgia

Do UOL

Em São Paulo (SP)

06/11/2020 10h05

O início do fatiamento do navio Golden Ray - de propriedade da Hyundai Glovis, que naufragou na costa de Geórgia (EUA) em 8 de setembro de 2019 com cerca de 4.200 carros a bordo - deve iniciar em breve.

As equipes responsáveis pelo trabalho esperam apenas uma janela meteorológica, e lidam agora com um problema de última hora no local: a ameaça de clima severo associado à Tempestade Tropical Eta, que deve atingir a região nos próximos dias.

Com isso, os responsáveis estudam a melhor janela para iniciar os trabalhos de corte e içamento, já que a partir do primeiro corte o trabalho terá que ser contínuo por cerca de oito semanas até o fim.

Enquanto o impasse ocorre, equipes no local estão trabalhando para lidar com o atrito excessivo que ocorre nas amarras de polietileno usadas para proteger o VB-10000 - guindaste responsável por cortar e retirar os pedaços do navio. O navio usará uma corrente de âncora de 3 polegadas para cortar o Golden Ray em oito fatias, que serão erguidas para outros barcos para o transporte até uma instalação de reciclagem em terra.

"Nosso pessoal está trabalhando continuamente para resolver cada problema que surge enquanto nos preparamos para cortar e içar a primeira seção do Golden Ray", disse o Comandante da Guarda Costeira dos EUA, Efren Lopez.

"O ritmo de toda a operação de remoção será ditado por nossa prudência e compromisso com a segurança, pois encontramos desafios conhecidos, desconhecidos e sem precedentes, bem como continuamos a experimentar impactos climáticos. Somos gratos pela paciência contínua da comunidade."

A zona de segurança em volta da embarcação tem cerca de 182 metros ao todo.