PUBLICIDADE
Topo

Casa de Ghosn é destruída após explosão no Líbano, diz jornal

Esposa de Carlos Ghosn (à dir.), Carole disse que família está bem - Mohamed Azakir/Reuters
Esposa de Carlos Ghosn (à dir.), Carole disse que família está bem
Imagem: Mohamed Azakir/Reuters

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/08/2020 18h24

Resumo da notícia

  • Casa de ex-CEO da Renault-Nissan foi destruída após explosão no Líbano
  • Esposa de Ghosn afirmou à jornal que família está a salvo
  • Executivo fugiu do Japão em dezembro e se refugiou em Beirute

A casa de Carlos Ghosn em Beirute, no Líbano, foi completamente destruída após a explosão na região portuária da capital. Segundo o jornal "O Estado de S. Paulo", a esposa de Carlos, Carole Ghosn, afirmou que a família está bem.

"Estamos todos bem, mas a casa está destruída. Beirute inteira está destruída", afirmou.

O imóvel ficou conhecido mundialmente por ter sido o ponto de encontro de jornalistas que foram cobrir a primeira entrevista coletiva de Ghosn após sua chegada ao Líbano.

O executivo desembarcou no país em janeiro, alguns dias depois de ter fugido do Japão, onde estava em prisão domiciliar e era acusado de fraude pela Nissan.

No começo do ano, Ghosn concedeu entrevista coletiva na qual classificou sua fuga do solo japonês como "decisão mais difícil" da vida e ressaltou que esperava apoio do governo brasileiro. Desde então, várias investigações foram conduzidas e pessoas que teriam facilitado sua fuga foram presas, mas pouca coisa mudou.