Topo

Na Garagem


Como é a vida de ostentação dos milionários e seus carrões em Tóquio

Vitor Matsubara/UOL
Imagem: Vitor Matsubara/UOL

Vitor Matsubara

Do UOL, em Tóquio (Japão)*

28/10/2019 04h00

O Japão é uma das maiores economias do planeta, e naturalmente Tóquio é uma das cidades mais ricas do mundo.

O poder de consumo dos milionários fica evidente em um breve passeio pelas ruas de Ginza, o bairro mais chique da capital japonesa repleto de lojas das melhores grifes da moda internacional.

Poucas vezes a reportagem de UOL Carros viu uma quantidade tão grande de carrões circulando em um mesmo local.

Viva a diversidade

Vitor Matsubara/UOL
Imagem: Vitor Matsubara/UOL

Apesar de o Japão ser um dos principais mercados para a Ferrari no planeta, elas não são maioria em Ginza. Durante mais de uma semana em que andamos pelas ruas do bairro, vimos apenas dois exemplares.

Japoneses também parecem gostar dos carros da Lamborghini. Nossa reportagem viu alguns exemplares, todos com algum tipo de personalização visual.

Fica evidente, porém, a predileção dos milionários pela Mercedes-Benz. Foi ela a marca estrangeira mais vendida no mercado japonês em 2018, acumulando quase 32 mil unidades vendidas.

Vitor Matsubara/UOL
Imagem: Vitor Matsubara/UOL

O número coloca a Mercedes em um discreto 11° lugar, mas garante a liderança do segmento de luxo no Japão. E aparentemente não são os modelos baratos que vendem mais: há muitos Classe G e Classe S circulando por Tóquio.

A noite outros carrões dão o ar da graça. É comum ver um Rolls-Royce Phantom ou um Mercedes-Benz Maybach estacionados a espera de seus milionários proprietários, que provavelmente aproveitam a agitada vida noturna da cidade até o sol raiar.

A Porsche também é uma das queridinhas dos japoneses. Não vimos muitos carros circulando pelas ruas, mas ela é a única fabricante de luxo europeia com concessionária em Ginza.

Por todos os lados

Vitor Matsubara/UOL
Imagem: Vitor Matsubara/UOL

Bairros igualmente nobres também são bons lugares para "caçar" carrões. Talvez você veja muitas Ferrari por exemplo em Roppongi (região famosa por sua vocação boêmia) por ser a sede da revenda Rosso Scuderia.

Foi no badalado bairro de Shibuya (famoso mundialmente por ter um dos cruzamentos mais movimentados do planeta) que vimos um raro Alpine A110. E o dono de um Lotus Elise dirigia tranquilamente por Akihabara, região famosa pelos eletrônicos.

Vitor Matsubara/UOL
Imagem: Vitor Matsubara/UOL

A presença maciça de carrões pelas apertadas ruas de Tóquio pode até causar espanto em quem nunca esteve na capital japonesa.

Porém, logo você se acostuma com a presença de tantos carros que raramente vimos no Brasil. A capital japonesa pode até ser lar dos "kei cars", mas há espaço para todo mundo. Mesmo em uma cidade tão lotada como Tóquio.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

* Viagem a convite da Anfavea

Na Garagem