Topo

Seu Automóvel


Seu Automóvel

Mercedes admite uso de rastreador para recuperar carro com parcela atrasada

Cerca de 80% das vendas da marca são realizadas a crédito; Mercedes diz que só ativa localização em situações
Cerca de 80% das vendas da marca são realizadas a crédito; Mercedes diz que só ativa localização em situações 'excepcionais'
Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

21/08/2019 12h36

Resumo da notícia

  • Prática foi identificada em vendas financiadas no Reino Unido
  • Montadora diz que localização é ativada em reintegração de posse
  • Localização pode ser compartilhada com oficiais de Justiça
  • Comprador de carro a prazo é informado sobre rastreador, diz empresa
  • Mercedes alega que veículo não é rastreado permanentemente

Carros novos e usados vendidos por concessionárias da Mercedes-Benz no Reino Unido estão indo para as mãos dos consumidores com sensores de localização, segundo a própria montadora.

A fabricante vendeu só no último ano cerca de 170 mil carros no Reino Unido. Entretanto, diz que utiliza apenas os sensores para localizar os veículos em "circunstâncias excepcionais", como quando clientes não pagam parcelas de financiamento. Isso significa que a informação é compartilhada com empresas de recuperação e oficiais de justiça.

Rastrear veículo sem consentimento é ilegal

Cerca de 80% dos carros da Mercedes são vendidos via financiamento. Segundo leis da União Europeia, rastear um veículo sem o consentimento do motorista é ilegal. No entanto, quem compra um carro da montadora a prazo assina um documento com termos e condições que incluem uma cláusula que informa sobre a instalação de rastreador.

David Davis, ex-ministro do gabinete do Reino Unido, pediu ao governo que investigue a prática feita pela montadora alemã.

"Esta não é a primeira vez que uma grande empresa se comporta como um "Big Brother", mas é raro ser tão enganosa assim", disse ao jornal britânico "The Sun".

"Tenho de questionar se é mesmo legal transmitir essas informações a outras pessoas, como oficiais de Justiça. O ministro relevante deve analisar atentamente a legalidade desse procedimento."

A Mercedes-Benz não confirma há quanto tempo utiliza os dispositivos de localização em seus carros e alega que os sensores não são usados para rastrear clientes ou acessar seus dados em tempo real.

"Localizar o carro faz parte do processo de reintegração de posse, por isso não estamos rastreando permanentemente os clientes", afirmou um porta-voz.

"O sistema é ativado somente em circunstâncias excepcionais em que o cliente violou o contrato de financiamento e repetidamente não respondeu às solicitações de contato."

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Mais Seu Automóvel