PUBLICIDADE
Topo

Até 27 km/l: carros mais eficientes impressionam, mas poucos podem comprar

BMW Série 3 híbrido plug-in é o carro com motor a combustão interna mais eficiente do País, com média de 26,8 km/l na estrada - Divulgação
BMW Série 3 híbrido plug-in é o carro com motor a combustão interna mais eficiente do País, com média de 26,8 km/l na estrada Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/09/2021 12h00

Especialistas no mercado automotivo e as próprias montadoras apontam que, em um futuro não muito distante, a maior parte dos veículos comercializados no mundo terá propulsão 100% elétrica, trilhando o caminho inevitável para acabar com a dependência de combustíveis fósseis e poluentes.

Até lá, a transição rumo ao futuro com zero emissões passa pelos modelos híbridos, que combinam motor a combustão interna com um ou mais propulsores elétricos. Destacam-se os carros do tipo híbrido plug-in, que trazem baterias maiores, recarregáveis na rede elétrica, e a capacidade de rodar algumas dezenas de quilômetros sem gastar uma só gota de combustível.

Por falar em consumo, são justamente os automóveis do tipo híbrido plug-in que conseguem médias até pouco tempo atrás impensáveis: quem poderia imaginar que um veículo abastecido com gasolina seria capaz de rodar quase 30 km com apenas um litro do combustível derivado do petróleo?

Saiba que essa tecnologia já está disponível no Brasil e há um número razoável de opções. Contudo, tanta eficiência tem seu preço e ele não é baixo: espere gastar mais de R$ 300 mil por esse benefício.

Ironicamente, o baixíssimo consumo, proporcionado pelo auxílio da propulsão elétrica, está ao alcance de clientes que, via de regra, não têm a economia no posto de combustível entre suas prioridades - a sustentabilidade costuma ser mais importante na decisão de compra desse público.

Confira abaixo os 5 carros equipados com motor a combustão mais eficientes do mercado brasileiro, todos do tipo híbrido plug-in e a maioria de apenas uma marca. As informações são do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), cuja tabela atualizada UOL Carros recebeu em primeira mão no início desta semana.

Como é feita a avaliação de consumo do Inmetro

O PBE mede o consumo energético em MJ/km (megajoules por quilômetro) e também em km/l dos modelos comercializados aqui.

Ou seja, avalia o gasto necessário de energia para determinado automóvel se locomover.

A medição segue teste padronizado de consumo, em condições controladas, atribuindo nota que vai de "A", para os modelos mais eficientes, até "E", para os menos eficientes.

Os 5 carros com menor consumo do Brasil

  • Divulgação

    BMW 330e M Sport

    Motor 2.0 turbo híbrido plug-in de 252 cv e câmbio automático de 8 marchas
    Preço: R$ 354.950

    Nota A
    Consumo energético - 0,79 MJ/km

    Consumo cidade - 23,8 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 26,8km/l (gasolina)

  • Divulgação

    BMW 530e M Sport

    Motor 2.0 turbo híbrido plug-in de 292 cv e câmbio automático de 8 marchas
    Preço: R$ 425.950

    Nota A
    Consumo energético - 0,80 MJ/km

    Consumo cidade - 24 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 25,8 km/l (gasolina)

  • Divulgação

    BMW 745Le M Sport

    Motor 3.0 turbo híbrido plug-in de 394 cv e câmbio automático de 8 marchas
    Preço: R$ 656.950

    Nota A
    Consumo energético - 0,88 MJ/km

    Consumo cidade - 21,8 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 24,6 km/l (gasolina)

  • Divulgação

    Volvo S60 T8 Recharge

    Motor 2.0 turbo híbrido plug-in de 407 cv e câmbio automático de 8 marchas
    Preço: R$ 344.950

    Nota A
    Consumo energético - 0,91 MJ/km

    Consumo cidade - 21,9 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 22,5 km/l (gasolina)

  • Divulgação

    BMW X3 xDrive30e

    Motor 2.0 turbo híbrido plug-in de 292 cv e câmbio automático de 8 marchas
    Preço: R$ 390.950

    Nota A
    Consumo energético - 0,94 MJ/km

    Consumo cidade - 22,2 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 20,9 km/l (gasolina)

Fonte: Inmetro