PUBLICIDADE
Topo

Benê Gomes

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Com motor 1.3 turbo, Jeep Compass ganha fôlego para enfrentar novos rivais

Conteúdo exclusivo para assinantes
Benê Gomes

Jornalista e produtor de TV, desde 2001 atua como profissional especializado no segmento automotivo. Assina o boletim diário Sexta Marcha, da Rádio Transcontinental FM de SP, dirige e apresenta o_ _Programa Momento Vox – BAND SP. É diretor da Onze Produções, produtora de vídeo e conteúdo digital, e é o idealizador do Programa Auto+, onde atuou por 15 anos

Colunista do UOL

12/09/2021 04h00

Quem está à procura de um bom SUV médio, certamente já olhou para o Jeep Compass, modelo de sucesso indiscutível no Brasil e que ganhou um importante reforço para a linha 2022: o novo motor 1.3 turbo flex. Mas não foi só, pois ele também recebeu alguns ajustes naqueles pontos onde já era elogiado.

Perto de completar cinco anos de vida e de produção nacional, o Jeep Compass seguia recebendo elogios pelo desenho ainda vigoroso, atualizado com o que temos no mercado.

Dessa forma, a marca se preocupou apenas com uma pequena reestilização do lado de fora.

Jeep Compass 2022 Longitude dianteira - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Basicamente, mexeu na dianteira com um novo desenho para o conjunto de faróis com iluminação em full led, o para-choque cresceu e ficou mais alto, detalhe que melhorou o ângulo de ataque do Compass. No mais, tudo praticamente igual, a não ser pelas novas opções de rodas, a identificação do motor na tampa do porta-malas e, para quem é bem atento, tem novo desenho na parte interna das lanternas.

O Compass era elogiado também pelo bom acabamento interno. Mas não é que a Jeep conseguiu melhorar essa característica na linha 2022?

A alteração, digamos, mais radical, está no painel central e suas novas linhas horizontais, mais os detalhes simulando aço escovado, a tela multimídia de 10,1 polegadas - também nova - instalada em posição elevada, descolada do painel.

Depois, tem renovação no painel de instrumentos - 100% digital nas versões topo de linha - e com velocímetro e conta-giros analógicos nas demais, mas agora com uma tela TFT colorida de alta definição no centro com informações gerais do computador de bordo, entre outros.

Jeep Compass 2022 painel - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Mas, olhando bem, fica claro que, no geral, o Jeep Compass elevou o padrão interno e ficou muito mais próximo dos modelos de alto luxo. Os acabamentos são em couro sintético com costura aparente, os painéis de porta contam com revestimentos macios, e o console central, por exemplo, agora tem uma superfície toda em preto brilhante e com botões elegantes.

Outro ponto de destaque envolve a dose maior de conectividade, onde o bom exemplo é a nova plataforma Adventure Intelligence - disponível a partir da versão Longitude - e que reúne diferentes serviços e oferece alguns controles remotos por meio de um aplicativo. E mais, nas versões de cima, tem o pacote ADAS - Sistema Avançado de Assistência ao Condutor - e os recursos de direção semiautônoma com muito foco na segurança.

Motor 1.3 turbo flex

Jeep Compass Motor 1.3 Flex - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Mas vamos então para a outra bem-vinda novidade desse Jeep Compass 2022 - para muitos a mais importante - o motor T270, um 1.3 turbo flex de injeção direta que gera 185 cavalos de potência e 27,5 Kgfm de torque. Ele substitui o antigo 2.0 flex aspirado e que nem era um problema, no máximo poderia ser criticado pela idade do projeto ou pelo consumo.

Mas o fato é que o motor mais jovem e moderno alterou positivamente a realidade do Compass, que agora responde muito mais rápido e com menos esforço. O motor trabalha afinado com a transmissão automática de seis velocidades, acertada para explorar bem o bom torque em baixas rotações.

Não por acaso, Compass 270T, em comparação à antiga versão 2.0 flex, melhorou o desempenho na aceleração de 0 a 100 Km/h - agora faz em 9,7 segundos - e saiu ganhando no consumo. Na versão Longitude, faz médias de 10,3 Km/l na cidade e 11,9 Km/l na estrada com gasolina.

Jeep Compass 2022 Longitude traseira - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

E para fechar bem essa conta, vale considerar outras características positivas do Compass, um carro gostoso de guiar, com rodar firme, bastante confortável e silencioso, e que entrega bom espaço para quem tem família, inclusive um porta-malas eficiente, com 476 litros de capacidade.

Ou seja, em sua linha 2022 ganhou mais musculatura para encarar os novos concorrentes, principalmente o VW Taos, o mais recente da turma e que, como já mostrei aqui, tem perfil mais urbano, bem ligado ao asfalto. Característica encontrada Compass também, mas que, no caso dele, vem bem acompanhada da forte ligação com o universo aventureiro. Esse mais um ponto que acaba fazendo a diferença a favor dele.

Preço do Jeep Compass Longitude T270: R$ 168.412,00

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL