PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Barraquinha de ajustes de fantasias faz sucesso ao lado da Sapucaí

Hudson Lima faz ajustes e reparos de fantasias em barraquinha ao lado da Sapucaí - Carolina Farias/UOL
Hudson Lima faz ajustes e reparos de fantasias em barraquinha ao lado da Sapucaí Imagem: Carolina Farias/UOL

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

12/02/2018 21h47

No entorno do sambódromo da Marquês de Sapucaí tem todo tipo de comércio e serviços, mas um em especial é um alento para quem vai desfilar. Na barraquinha de Hudson Lima, 62, ao lado da saída da estação Praça Onze do Metrô, os brincantes podem fazer reparos e pequenos consertos em suas fantasias.

"Estou aqui há 13 anos. Já trabalhei na Mangueira e Império Serrano, prefiro aqui", contou enquanto costurava a fantasia de Eduardo José, 50, zootecnista de Jundiaí, interior de São Paulo, que estreia hoje nos desfiles do Rio e pegou uma fantasia larga.

"Estava feia. Mas quando saí do Metrô eu já vi a barraca e vim para ele arrumar. Essas coisas acontecem. Eu desfilo há dez anos em São Paulo. Estou acostumado", disse o paulista, que sairá no carro abre-alas da União da Ilha.

Hudson Lima faz ajustes e reparos de fantasias em barraquinha ao lado da Sapucaí - Carolina Farias/UOL - Carolina Farias/UOL
Imagem: Carolina Farias/UOL

Pelo serviço Hudson não cobrou muito. Pediu R$ 15 e "mais uma cerveja". Ganhou R$ 20.

"Eu trabalho na secretaria de cultura do Rio. Eu faço isso aqui porque gosto. É para além do dinheiro. As pessoas saem daqui satisfeitas",afirmou o artista.

Os serviços mais procurados são colagens e ajustes de tamanho.

"Não dá para fazer nada elaborado", contou o artista, que em determinado momento dos desfiles fecha a barraca e leva sua caixa de apetrechos para a concentração para fazer os consertos no local.