PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Bola Preta e outros blocos tradicionais comandam Carnaval de rua do Rio

A atriz Leandra Leal (e), a cantora Maria Rita (c) e o sambista Neguinho da Beija Flor no desfile do tradicional bloco carnavalesco Cordão da Bola Preta, no desfile do ano passado - Wilton Junior/Estadão Conteúdo
A atriz Leandra Leal (e), a cantora Maria Rita (c) e o sambista Neguinho da Beija Flor no desfile do tradicional bloco carnavalesco Cordão da Bola Preta, no desfile do ano passado Imagem: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

Lola Ferreira

Colaboração para o UOL, no Rio

10/02/2018 04h00

Em 2018, o Cordão da Bola Preta desfila pela 100ª vez no Rio de Janeiro. O mais tradicional bloco da cidade faz seu cortejo na manhã deste sábado (10) e promete levar 1,5 milhão de foliões às ruas do centro. Mas além do Bola, outros blocos tradicionais fazem sucesso e são uma boa dica para quem quer conhecer o Carnaval do carioca.

Neste sábado, também desfila a Banda de Ipanema. A concentração começa às 15h, na rua Jangadeiros. O tradicional bloco chama atenção pelo desfile colorido e por transformar em festa a famosa orla de Ipanema, na zona sul. Marchinhas antigas e sambas clássicos compõem o repertório. A previsão é de 90 mil pessoas no desfile. Na terça, a Banda repete a dose no mesmo horário e local.

No domingo de Carnaval, o bloco Simpatia é Quase Amor também desfila em Ipanema. A previsão é de 300 mil foliões na orla do bairro a partir das 14h, e a festa deve continuar até as 20h. O bloco famoso por sambas de cunho político desfilará este ano um enredo crítico ao prefeito do Rio, Marcelo Crivella.

O domingo também marca o primeiro dos três desfiles do bloco Cacique de Ramos. Desde 1961, o bloco fundado na zona norte do Rio de Janeiro faz seu tradicional cortejo exaltando sambas clássicos. Famoso também por ter sido berço do grupo Fundo de Quintal, o bloco arrasta fãs em todos os cortejos. No domingo, na segunda e na terça de Carnaval, o Cacique desfila a partir das 20h.

O Aterro do Flamengo será palco do desfile do Bangalafumenga, na segunda-feira. Há 20 anos, o bloco leva uma multidão para o parque da zona sul do Rio. Para este ano, a previsão é de 60 mil foliões. A concentração começa às 8h. O bloco, que toca sambas clássicos e hits do momento em ritmo de samba, deve se apresentar até as 14h.

Na terça de Carnaval, a Orquestra Voadora prevê levar 80 mil pessoas também ao Aterro do Flamengo para encerrar a maratona de blocos tradicionais da cidade. Conhecido por tocar em instrumental os hits do momento e clássicos da música, o bloco concentra a partir das 13h.