PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Musa da Paraíso do Tuiuti tentou 12 vezes o BBB: "Ainda bem que não entrei"

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio

25/01/2018 04h00

Dentro da casa do “BBB18”, Ayrton Lima revelou que tentou 15 vezes participar do programa. A personal trainer Mylla Ribeiro não fica muito atrás. A musa da escola de samba Paraíso do Tuiuti se inscreveu 12 vezes! Na última, em 2016, chegou perto: foi desclassificada na chamada "Cadeira Elétrica", a última fase da seleção. Triste no princípio, Mylla vê hoje a situação de outra forma e acredita que “há males que vem para o bem”.

“Queria o prêmio de R$ 1,5 milhão para ter certa tranquilidade financeira, mas queria também um pouco da exposição para me ajudar profissionalmente e continuar participando desse universo do Carnaval e das escolas de samba. Ainda bem que não entrei no reality show porque as coisas foram acontecendo e tudo saiu melhor do que eu imaginava. Hoje, eu tenho um canal no YouTube, trabalho muito como personal e sou musa de uma agremiação que me recebeu tão bem, que só me fez querer ainda mais esse posto e estar com essas pessoas maravilhosas que são os sambistas. Amo ser musa da Paraíso do Tuiuti. Criei uma identidade com a escola", diz Mylla.

Aos 35 anos, mãe de Nicole, de 11 anos, e Enzo, 7, Mylla diz que não se inscreveu mais e que até parou de assistir o programa. Ela ainda ri ao lembrar que poderia ter entrando na edição de Ana Paula Renault, a principal personagem da 16ª edição. "Não ia dar muito certo, não. Ela era muito nervosa e eu calma até demais. Com certeza íamos ter conflitos”, especula a passista.

Mylla confirma que uma fantasia custa caro, na casa dos R$ 15 mil a R$ 17 mil. “É um investimento" - Divulgação - Divulgação
Mylla confirma que uma fantasia custa caro, na casa dos R$ 15 mil a R$ 17 mil. “É um investimento"
Imagem: Divulgação
Mylla já é uma figura carimbada da folia carioca. Foi musa da Porta da Pedra, em 2012, e dois anos depois, virou rainha da Renascer de Jacarepaguá. Nessa época, quando iria completar dois anos no posto, foi chamada para participar das seletivas do “BBB”. "Passei por várias entrevistas e nas últimas etapas, a produção do programa chegou a pedir para eu me resguardar e fiz tudo bonitinho. Só que não fui chamada. Estava chateada e, no início de janeiro de 2016, a Tuiuti me chamou. Daí, tudo foi acontecendo a galope. A escola me trouxe novo ânimo para fazer tudo que eu queria e também sorte."

Sobre o desfile da escola de São Cristóvão, Mylla conta que está quase tudo pronto e que vai surpreender as concorrentes. “Estamos fazendo um desfile para brigar pelo título.” Já sobre o grave acidente, no ano passado, ela não gosta nem de lembrar. Um dos carros alegóricos atravessou a pista ferindo 20 pessoas e causando a morte da radialista Elizabeth Ferreira Jofre.

"Não vi nada. Quando cheguei na dispersão soube do acidente. Fiquei arrasada na hora e foi tudo horrível. A Sapucaí não estava muito boa em 2017. Era muita energia ruim."

Fantasia rica e cara

No enredo "Meu Deus, Meu Deus, Está Extinta a Escravidão?", do carnavalesco Jack Vasconcelos, sobre os 130 anos da assinatura da Lei Áurea, Mylla será a alegoria de Nossa Senhora do Rosário, representando a fé dos negros na santa nos momentos mais difíceis. "Está linda e muito luxuosa. Ela é amarela com detalhes laranja e muitas penas de faisão e pedrarias", adianta a musa.

Segundo ela, a fantasia custou entre R$ 15 mil e R$ 17 mil. “É um investimento. O Carnaval é muito bom, mas as fantasias são caras. Meu marido que está pagando tudo porque a escola só me deu o posto. Tem que amar muito e como eu amo, eu não reclamo. Quero fazer bonito."

Dona de medidas generosas – 68 cm de cintura, 92 cm de busto e 110 cm de quadril – Mylla segue uma dieta balançada para não perder nem ganhar um quilo a mais dos 60 distribuídos em 1,68 m de altura. “Eu como de tudo, mas com controle durante a semana. Tiro um dia de lixo nos finais de semana por causa das crianças e aí eu como fast food ou pizza. Nesta reta final, ando evitando o carboidrato depois das 18h e aí me sinto mais fraquinha e com fome. No dia mesmo do desfile eu como muito para descarregar tudo na avenida”, afirma.