PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Com entrada cara ou secreta, bailes de luxo do Rio reúnem ricos e famosos

Isis Valverde e Mariana Ximenes no Baile do Sarongue - Instagram/Reprodução
Isis Valverde e Mariana Ximenes no Baile do Sarongue Imagem: Instagram/Reprodução

Carolina Farias

Colaboração para o UOL, no Rio

22/01/2018 04h00

Bailes de Carnaval com gente bonita, famosa, descolada e algum luxo ainda acontecem no Rio de Janeiro. Mas são para poucos. Para curtir a folia superexclusiva é preciso pagar muito ou ser ligado à turma mais cult para descobrir a “chave” para o desbunde.

Há 25 anos o Baile do Copa, do icônico Copacabana Palace, enche os salões do hotel no sábado de Carnaval com atrizes, modelos, socialites e aqueles dispostos a pagar um valor alto para se esbaldar na festa de gala – na edição deste ano o convite custa R$ 2.625.

Rainha do baile de Carnaval do Copacabana Palace, Sabrina Sato posa com o namorado, o ator Duda Nagle - Marcelo de Jesus/UOL - Marcelo de Jesus/UOL
Rainha do baile de Carnaval do Copacabana Palace, Sabrina Sato posa com o namorado, o ator Duda Nagle
Imagem: Marcelo de Jesus/UOL

Andrea Natal, gerente-geral do Copa, explica que o baile terá o tema “Gipsy Folie”, com inspiração na cultura cigana, sua rainha será a atriz Isis Valverde. O posto já foi de nomes como Marina Ruy Barbosa, Sabrina Sato, Grazi Massafera, Juliana Paes, Narcisa Tamborindeguy e Luana Piovani.

“Esse baile sempre aconteceu, desde a criação do hotel (o primeiro ocorreu em 1924). Foi interrompido nos anos 80 e quando foi comprado (em 1989 pela Orient Express, atual proprietária do local) o baile foi retomado para promover e hoje é um sucesso enorme”, explicou Andrea.

Apesar do valor alto do convite, o baile lota os salões do Copa. De acordo com a gerente-geral, a média de público é de 1.500 a 2.000 pessoas. Para Andrea, o baile “é uma mistura de Cirque du Soleil com um parque de diversões”.

Poliana Abritta e Grazi Massafera no Baile do Sarongue - Instagram/Reprodução - Instagram/Reprodução
Poliana Abritta e Grazi Massafera no Baile do Sarongue
Imagem: Instagram/Reprodução

“É porque ele é uma megaprodução e ao mesmo tempo com as pessoas muito animadas e muito produzidas também. Tem gente que me liga para saber o tema e fazer uma fantasia de acordo. Quem não estiver fantasiado tem de estar de black tie para entrar”, contou a gerente.

Estrelas internacionais no baile

Além de celebridades locais, o Baile do Copa também já atraiu estrelas internacionais. O produtor musical Quincy Jones, o designer de sapatos francês Christian Louboutin, os atores Gerard Butler e Vincent Casel e o estilista Valentino já estiveram no baile. Nas décadas passadas que antecederam a interrupção da festa, estrelas de Hollywood também passaram pela folia do Copa como Orson Welles, Ginger Rogers, Lana Turner,  Zsa Zsa Gabor, Kim Novak, Romy Schneider, Kirk Douglas e Rita Hayworth.

“O baile tomou tal proporção que ficou mundialmente conhecido”, afirmou Andrea sobre a festa que neste ano terá as bandas do bloco Último Gole e do Cordão da Bola Preta.

Até o ano de 2016 o baile era anunciado em um coquetel, mas desde ano passado, um bloco antecede o grande evento, no dia 28 de janeiro. O Bloco do Copa também vende seus convites – R$ 200 por pessoa, com serviço de drinks e comidinhas – e circula dentro das dependências do hotel.

“Ano passado estávamos sem expectativas e veio muita gente. É um bloco confortável, com roda de samba, bateria, e acontece na varanda, com comida e bebida, banheiros e ar-condicionado. Queremos que o público cresça e quem sabe um dia desfilamos no quarteirão”, completa Andrea.

 

Já tenho a chave! Falta bolar a fantasia!!! #carnaval2018 #bailedosarongue

Uma publicação compartilhada por Isley Clare (@isleyclare)

 

 

 

 

 

em

 

Contatos certos para entrar nos bailes

Outra festa que mistura famosos e anônimos, o Baile do Sarongue já se tornou tradicional do Rio, mas não é para qualquer público. Apesar de o convite neste ano ter um valor que nem chega perto ao do Baile do Copa – R$ 150 por pessoa- , para conseguir o acesso à festa é preciso seguir certos passos.

Criado por artistas plásticos cariocas, a ideia era fazer um baile aos modos de antigamente, mas sem muita divulgação para não lotar o evento. A ideia deu certo por alguns anos e em suas edições não faltam gente descolada, personalidades das artes e cultura, além das habituées Aline Moraes, Camila Pitanga, Nanda Costa e Mariana Ximenes, esta a madrinha do baile.

Com o passar dos anos, o baile ficou maior – ano passado a festa uniu 2.500 pessoas – o que que não deixou de atrair mais artistas que encontraram no baile um “porto seguro” para se esbaldar sem incômodo. Na edição de 2017, Isis Valverde curtiu o baile ao lado da amiga e colega de elenco em “A Força do Querer” Paola Oliveira. No ano anterior, até Grazi Massafera deu as caras por lá vestida de oncinha.

Como em todos os anos, o baile antecede o Carnaval. Neste ano acontece dia 8 de fevereiro no clube Monte Líbano, na Lagoa, zona sul do Rio sob o tema “Xamã”. A entrada para a festa é literalmente uma chave, como é chamado o convite, e para adquiri-lo deve-se ficar de olho nas feiras e eventos de fantasias e adereços que ocorrem pelo Rio até o Carnaval.