PUBLICIDADE
Topo

CarnaUOL

Nenê de Vila Matilde e Águia de Ouro são rebaixadas em São Paulo

Do UOL, em São Paulo

28/02/2017 18h08

A Nenê de Vila Matilde e a Águia de Ouro caíram para o Grupo de Acesso do Carnaval de São Paulo. A apuração -- realizada na tarde desta terça-feira (28), no sambódromo do Anhembi -- foi decidida apenas nas últimas notas do último quesito, samba-enredo. A Nenê, escola da zona leste, apostou suas fichas em um enredo que homenageava Curitiba, enquanto a Águia de Ouro, da zona oeste, optou por levar à avenida uma reflexão sobre os direitos dos animais.

Penúltima a desfilar na noite de sábado, a Nenê entrou no sambódromo com quase uma hora de atraso porque seu presidente, Rinaldi Andrade, o Mantega, recusou-se a colocar a escola na avenida com a pista molhada. A Vai-Vai, agremiação que passou antes, jogou água no chão durante sua passagem -- o enredo, sobre a Mãe Menininha do Gantois, mencionava as Águas de Oxalá. O público não gostou do atraso e chegou a vaiar a Nenê.

Além da rainha da bateria, Ariellen Domiciano, a agremiação tinha entre os destaques a YouTuber Kéfera, que fez sua estreia no samba paulistano, e também a modelo Ju Isen, acolhida depois de ser expulsa da Unidos do Peruche. No ano anterior, ela tirou a roupa em pleno Anhembi em protesto contra a escola, que não havia permitido que ela desfilasse com um tapa-sexo com uma imagem pró-impeachment. Em 2017, um dia antes de sair pela Nenê, ela protestou novamente, desta vez com um ensaio fotográfico anticorrupção

Já a Águia de Ouro -- que só caiu para as últimas posições no último quesito da apuração, samba-enredo -- foi a última a passar na primeira parte dos desfiles, já com o dia claro e as arquibancadas esvaziadas. A agremiação apresentou o enredo "Amor com Amor se Paga. Uma História Animal" e teve um desafio para o Carnaval 2017: produzir o desfile sem usar penas, plumas e outros materiais de origem animal

A escola passou com alegorias lúdicas e bem coloridas, e teve como destaque principal a apresentadora Luisa Mell, que é militante pelos direitos dos bichos e interpretou na avenida um anjo protetor, com uma roupa de 240 mil cristais. Além dela, a top model e apresentadora Fernanda Tavares também participou do desfile motivada pela causa. A rainha de bateria é Cinthia Santos.

O Grupo de Acesso se apresenta tradicionalmente no domingo de Carnaval. Pelo Grupo de Acesso, desfilaram em 2017 as escolas Estrela do Terceiro Milênio, Leandro de Itaquera, Camisa Verde e Branco, Independente, X-9 Paulistana, Imperador do Ipiranga, Colorado do Brás e Pérola Negra.

 

CarnaUOL