Topo

Escola que homenageará Nossa Senhora terá romeiros que "nunca viram samba"

Natalia Guaratto

Do UOL, em São Paulo

12/02/2017 07h47

A polêmica sobre a presença de Nossa Senhora Aparecida não terá lugar no Carnaval de São Paulo.

Pelo menos é o que pensam os devotos da Santa convidados pela Unidos da Vila Maria para desfilar no Anhembi.

O último ensaio técnico da escola no sambódromo teve participação em peso de fiéis que nunca desfilaram no Carnaval, mas que aceitaram ir para avenida em homenagem à padroeira do Brasil.

"Podem falar o que quiser, mas vamos evangelizar na avenida, sim!", afirmou Mariana Beltran, coordenadora da ala dos romeiros, em entrevista ao Uol.  .

Composta por 64 componentes, todos  frequentadores da Paróquia Jesus no Horto das Oliveiras, a ala foi uma das que mais exibiu concentração durante o ensaio, o último da Vila Maria antes do Carnaval.

"É uma ala que não vai dançar, não vai sambar, vai apenas mostrar a devoção na avenida", explicou Mariana, que este ano retorna à Vila Maria cinco anos após ficar afastada por um problema de saúde. "Eu mesma sou frequentadora da Paróquia e já pedi para Nossa Senhora pela minha saúde".

Unidos do berrante

Ricardo Bastos /Fotoarena/Folhapress
Imagem: Ricardo Bastos /Fotoarena/Folhapress

Só na sola da bota e nenhum samba no pé,  a ala Comitiva Rainha do Brasil, composta por romeiros de Nossa Senhora transformou a passagem da Vila Maria num rodeio durante o ensaio. Teve até locutor e imagem da Santa.

"Nunca viram samba na vida", disse Marcia Pereira, coordenadora da ala, sobre os 30 dançarinos e 6 berranteiros que virão no Anhembi representando a importância de Nossa Senhora no rodeio.  Segundo ela, a adaptação dos caubóis para o samba foi fácil. "O samba tem uma batida parecida com o vaneirão, que é um ritmo gaúcho", disse é um dos bailarinos.

"Acho que vai ser um desfile muito bonito. É uma oração. Não tem porque não misturar religião e Carnaval. Você vê todo mundo rezando antes de entrar na avenida", concluiu  Márcia.

Mais CarnaUOL